Skip to main content

Quanto custa o seguro residencial?

Por 18 de novembro de 2022Residencial e Lazer
Foto de calculadora e imagem de uma casa para ilustrar texto sobre quem paga seguro residencial.

Quando bate a preocupação de proteger um imóvel, surgem também algumas dúvidas: quanto custa o seguro residencial? Será que há muitas variações no preço desse tipo de seguro? Afinal, o cálculo é baseado em quais características?

Vamos descobrir?

Cotação online de Seguro Residencial

Por dentro do seguro residencial

De fato, é importante entender como é formado o preço do seguro residencial e quais são as proteções que podem ser obtidas.

E, verdade seja dita, há sim fatores que têm influência direta no preço do seguro residencial, produto que oferece ao cliente diferentes tipos de proteção, já que conta com coberturas para as mais variadas situações.

Mas para além da personalização do seguro residencial, outras questões tornam os preços distintos. Vamos a elas!

Principais fatores para saber quanto custa o seguro residencial

Localização do imóvel

A localização faz toda a diferença quando queremos saber quanto custa o seguro residencial. Quando a casa ou apartamento fica em um condomínio fechado, por exemplo, que oferece mais segurança e consequente redução de roubo e invasão, o preço do seguro costuma ser mais baixo. Mas quando o imóvel está localizado em uma área que apresenta alta incidência de crimes, o valor, em geral, será mais alto.

Outros aspectos relacionados à localização do imóvel também podem entrar na “conta”. Para uma casa que fica próxima a um aeroporto, por exemplo, pode haver a necessidade da cobertura contra queda de aeronaves. Assim, o preço final desse seguro residencial terá a interferência dessa cobertura que, em outros casos, pode não ser requisitada em virtude da diminuição desse risco (de queda de um avião).

Franquias

Quando se opta por franquias de valores mais baixos, o preço do seguro aumenta. Isso ocorre pois quanto mais alto o valor da franquia, menor é o risco de a seguradora ter que arcar com o sinistro.

Coberturas do seguro residencial

As coberturas contratadas, assim como a abrangência delas, têm muita influência em quanto custa o seguro residencial.

Quando o cliente contratar a cobertura básica, que protege apenas em casos de incêndios e invasões, certamente terá um preço mais baixo.

Mas à medida que contratar coberturas adicionais como, por exemplo, fenômenos da natureza, colisão de veículos e queda de aeronaves ou mesmo danos corporais a terceiros, entre outras, o preço do seguro aumentará.

Apólices

Apólice nada mais é do que o documento por meio do qual o cliente (ou segurado) concede à seguradora a responsabilidade pelos seus bens.

Trata-se do documento que apresenta todas as coberturas e os valores que foram acordados entre o segurado e seguradora, assim como a forma de pagamento, entre outras informações do contrato.

Mas por que a apólice tem impacto em quanto custa o seguro residencial? Porque o valor da apólice poderá variar em virtude dos aspectos relatados anteriormente (coberturas, franquia e localização), assim como por causa de outras características como as assistências que também podem ser contratadas como, por exemplo, serviço de chaveiro, troca de vidros etc.

O cálculo do seguro residencial

O preço de um seguro residencial é sempre calculado tendo como base o valor estimado da reconstrução do imóvel.

Diferente do que muita gente pensa, o valor do terreno ou mesmo o preço de venda da casa ou apartamento não fazem parte deste cálculo.

Por isso, o preço do seguro residencial costuma ser acessível, principalmente quando entram na balança os riscos aos quais os lares são expostos, assim como alguma economia para ser usada em situações de imprevistos.

Vale a pena contratar um seguro residencial?

Para responder a essa pergunta, é importante fazer um exercício: pensar na utilização do produto diante de imprevistos que possam ocorrer com o imóvel.

Sim, imaginar os prejuízos que podem ocorrer em virtude de roubo ou até mesmo de uma situação extrema como, por exemplo, um incêndio, é o que pode facilitar a decisão de contar ou não com a tranquilidade oferecida por um seguro residencial.

Cotação online de Seguro Residencial

Última atualização em 18/11/2022

 

Deixe uma resposta