Skip to main content

Vamos de mitos e verdades sobre o Seguro Residencial?

Por 17 de fevereiro de 2022Residencial e Lazer
seguro residencial

Contar com os benefícios que um seguro residencial oferece traz uma tranquilidade que só quem tem sabe dizer. Mais: é um produto que também tem efeito no bolso do cliente em virtude da economia que é obtida em uma série de situações.

A gente sabe que tem muitos mitos que rondam esse produto. Por isso, estamos aqui para acabar com os principais e, de quebra, trazer as verdades que todo mundo precisa conhecer.

Cotação online de Seguro Residencial

O que as pessoas pensam sobre o Seguro Residencial…

Ele vem conquistando cada vez mais adeptos. Porém, é uma das modalidades de seguro que os brasileiros precisam conhecer melhor.

Isso porque estamos falando de um seguro que oferece uma segurança financeira para quem deseja evitar altos gastos com possíveis prejuízos que podem ocorrer dentro de casa.

Com cobertura básica (contra incêndio) e outras que podem ser adicionadas, ele se adapta a diversos perfis de clientes. Ele pode ser adquirido sem bagunçar o planejamento financeiro de uma pessoa que mora sozinha ou mesmo é chefe de família, já que não apresenta custo elevado.

Principais mitos e verdades do Seguro Residencial

1 – Preço do Seguro Residencial

Vamos começar falando justamente do custo. Muitas pessoas “compraram” o mito de que é um produto com custo muito elevado.

Esse conceito surgiu pois elas costumam fazer conexões entre este seguro e o seguro de veículos. Mas o valor do seguro residencial costuma corresponder a cerca de 0,1% a 1% do valor do imóvel, percentual menor do que o empregado no custo de um seguro de carro, por exemplo. O preço varia em virtude de fatores como CEP, coberturas adicionais contratadas, tipo de imóvel etc.

Tem mais: a definição de preço de um seguro residencial não é feita levando-se em conta os valores de compra e venda dos imóveis. Ela é feita sobre o valor estimado de quanto seria necessário para reconstruir a casa.

Como pode ser pago em parcelas, o dinheiro investido em um seguro residencial é, muitas vezes, um gasto mensal pequeno quando comparado a outros gastos empregados em coisas triviais.

Sem contar que há várias coberturas que contribuem para a economia do cliente caso algum imprevisto aconteça. De acordo com o que é contratado, é possível ter acesso a um serviço que se fosse pago à parte, no momento do incidente, poderia ser mais caro do que o próprio valor total do seguro.

Por essas e outras, o preço de um seguro residencial pode sim ser muito mais em conta do que se imagina. Portanto, é um mito a informação de que o seguro residencial é um produto extremamente caro e que não compensa.

2 – Proteção contra incêndio e muito mais

Há quem pense que contratar um seguro residencial é ter acesso a um produto que simplesmente oferece garantia de proteção do imóvel contra incêndios. Mi-to!

Ele apresenta uma série de coberturas para muitas outras situações – e várias apresentam grande gasto para a pessoa.

Confira algumas proteções à disposição do cliente – cobertura contra:

  • Vendaval e granizo
  • Queda de raios e explosão de qualquer natureza
  • Desmoronamentos, impacto de veículos e queda de aeronaves
  • Quebra de vidros e espelhos internos e externos
  • Danos elétricos
  • Consertos de eletrodomésticos
  • Danos a terceiros
  • Assistência e serviços de eletricista, encanador, vidraceiro, manutenção de caixa-d’água etc.
  • Perda ou pagamento de aluguel
  • Tultos, greves e Lock-Out
  • ·Escritório na residência

3 – Dinheiro perdido quando não ocorre sinistro no imóvel segurado

Como muitas pessoas não conhecem o potencial de proteção de um seguro residencial, chegam a pensar que irão contratar um produto que não terá utilidade durante sua vigência.

Outro mito. É possível ter ampla noção dos variados tipos de proteção para contratar (veja no item 2 as principais situações). Eles têm muitas chances de serem utilizados como, por exemplo, cobertura que engloba o conserto de eletrodomésticos, serviços de encanador, entre outros.

Em algum momento, o segurado utilizará o seguro residencial pois estamos falando de serviços que contemplam desde a manutenção da casa até a preservação do imóvel. Dito isso, o cliente dificilmente perderá o valor investido na aquisição de um seguro residencial.

4 – Restrição de seguradoras

Mais uma informação equivocada: somente seguradoras locais podem oferecer o seguro residencial.

Isso é um mito! A maioria das seguradoras oferece o serviço de seguro residencial em toda a parte do Brasil, por período integral.

O cliente só deve dar preferência à contratação do serviço de uma seguradora que ofereça assistência 24 horas no mesmo município em que o imóvel segurado esteja localizado. Isso porque, caso ocorra uma emergência, será possível contar com todo o suporte em um prazo menor de tempo.

5 – Seguro do imóvel X seguro do condomínio onde moro

A verdade aqui é que no rol de coberturas básicas do seguro feito para condomínios não existe cobertura para as residências. Há sim coberturas optativas para o caso de incêndio ou roubo, mas isso não equivale a um seguro residencial.

6 – O imóvel do vizinho

É verdade que quando ocorre alguma coisa no imóvel segurado que tenha consequências ou que danifique o imóvel do vizinho, o seguro poderá sim ajudar.

Trata-se da cobertura conhecida como “Responsabilidade Civil Familiar”. Ela poderá cobrir os danos a terceiros, desde que comprove que a culpa do incidente seja mesmo do segurado.

7 – O Seguro Residencial pagará o valor de tudo caso ocorra incêndio no imóvel

É um mito, pois a cobertura de incêndio cobre os danos físicos que ocorrem com a estrutura da residência caso ocorra um incêndio. Mas o seguro residencial conta com outras coberturas e assistências que podem auxiliar o cliente que vive essa situação.

Cotação online de Seguro Residencial

Última atualização em 17/02/2021

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta