Já pensou em incluir o Seguro Residencial no orçamento doméstico?

Por 14 de janeiro de 2021Residencial e Lazer
quando o seguro residencial vale a pena - seguro residencial no orçamento

Início de ano sempre é motivo para organizar e planejar as finanças. É hora de se preparar para tudo o que vem pela frente. E, todo mundo já sabe: mal começa o novo ano e as obrigações aparecem. Seja na forma de IPVA, matrícula escolar e IPTU, fora os gastos mensais. Mas você já pensou em incluir o seguro residencial no orçamento?

Imagina agora se algum imprevisto acontecer na sua casa em meio a esses inúmeros compromissos financeiros?

Sim, ninguém está livre de ter de consertar algo na rede elétrica ou um vazamento, por exemplo.

Imprevisto é o que ninguém quer. Mas, infelizmente, pode ocorrer a qualquer momento.

Por isso, o seguro residencial é um produto ganha cada vez mais espaço. Ele evita desgastes desnecessários e altos gastos em virtude de uma qualidade que atrai: tem custo acessível.

Cotação online de Seguro Residencial

O Seguro Residencial no orçamento

As parcelas mensais do seguro residencial se adaptam ao orçamento familiar. Então, contar com ele pode sair mais em conta do que pagar por consertos e reparos ao longo do ano. Sem falar na segurança que o produto oferece ao proteger o lar de diferentes formas.

Para entender como o seguro residencial funciona, vamos começar apresentando os tipos de coberturas. Porém, já fique sabendo que é um produto que se adapta às necessidades de cada consumidor. Afinal, toda casa tem a própria demanda por cuidados e atenção.

A cobertura básica é a mínima necessária para a contratação de um seguro residencial. É uma cobertura que contempla danos por incêndio, explosão, fumaça e até pela queda de aeronave.

Assim, a partir dessa cobertura, o consumidor pode personalizar o seguro com as coberturas indicadas para atender ao perfil do seu imóvel e região em que está localizado.

As mais procuradas se referem a:

  • Roubo e furto de bens;
  • Danos elétricos;
  • Danos a terceiros;
  • Vazamento de tubulações;
  • Negócios em casa.

Antes de explicar cada uma delas, saiba que o preço que é pago para ter acesso a tanta segurança vai variar de acordo com os seguintes aspectos: 

  • Seguradora escolhida;
  • Coberturas que são incluídas;
  • Valor do imóvel;
  • Quantidade de bens que os moradores têm;
  • Região em que o imóvel está localizado.

Principais coberturas do Seguro Residencial

Se você está avaliando colocar o seguro residencial no orçamento, vamos conhecer melhor as características dele.

As coberturas oferecidas pelo seguro residencial variam de acordo com a seguradora. Porém, as mais encontradas são as seguintes.

Cobertura básica

Como já foi dito, essa cobertura é de contratação obrigatória em qualquer seguro residencial. Assim, ela cobre o imóvel e os bens quando há prejuízos causados por incêndios ou explosões que começaram dentro do próprio imóvel e, dependendo da situação, fora dele. Também cobre danos causados por queda de aeronave em seu lar.

Um exemplo de uma situação prevista nesta cobertura e que sempre é alvo da atenção do consumidor envolve acidentes com botijão de gás. Trata-se, sem dúvida, de um acidente que pode comprometer muitos elementos da casa. Então, a partir dos danos comprovados, a seguradora faz a indenização dos prejuízos que o consumidor teve.

Roubo ou Furto de bens

Todo imóvel, por mais seguro que seja, está sujeito a uma invasão. 

Pensando nesse cenário, esta cobertura oferece um amparo em caso de roubo ou furto dos bens. Mais: essa cobertura ainda contempla os danos que o imóvel sofreu ao ser invadido.

Danos elétricos

Morando em um país com um dos maiores números de incidência de raios, essa cobertura é mais do que recomendada. Afinal, ela oferece mais tranquilidade ao segurado que passa pela experiência de ter problemas com a rede elétrica, aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos.

Vendaval, furacão, ciclone, tornado e granizo

Fenômenos como vendavais, chuvas de granizo e ventos fortes podem causar problemas ao imóvel. Principalmente quando localizado em regiões em que tais ocorrências tenham mais frequência e intensidade.

Então, essa cobertura indeniza danos ao imóvel e também aos bens que estão dentro dele.

Perda ou pagamento de aluguel

Cobertura para casa alugada? Sim! Caso o imóvel sofra um sinistro e fique interditado, o seguro residencial paga o aluguel de outro lugar provisoriamente. Mais: quando acontece um sinistro no imóvel e o inquilino não paga o aluguel, o seguro faz esse pagamento para o proprietário.

Responsabilidade civil familiar – danos a terceiros

Trata-se de uma cobertura que ampara situações em que um morador do imóvel, ou até mesmo um pet, cause algum dano a alguém ou à casa de alguém.

Parece pouco provável, mas não é!

Você já deve ter ouvido falar de alguém que fez uma reforma no apartamento e a obra provocou avarias em um imóvel próximo. Imagine que você more em um prédio e tenha decidido fazer aquela sonhada reforma na sala.

Em uma situação assim, após a realização de um laudo técnico que comprove o ocorrido, essa cobertura entra em ação.

Mas há outros exemplos como incidentes com pets que mordem uma visita, criança (filho do segurado) que quebra algo em uma loja etc.

Negócios em casa

Com o home office se destacando hoje em dia, essa cobertura pode ser primordial. Ela ampara os danos aos bens de escritórios e pequenos negócios que funcionam dentro da casa segurada.

Há alguns profissionais que se beneficiam ainda mais com essa contratação como, por exemplo, cabeleireiros.

Quebra de Vidros

Essa cobertura paga a reposição de vidros que foram danificados mediante o valor que foi contratado. Podem entrar vidros de box de banheiro, varandas e até mesmo cooktop, além de espelhos e louças sanitárias quebradas.

Vazamento de Tubulações

Quando há rompimento de tubulações e encanamentos, você pode acionar essa garantia para a cobertura dos danos que o imóvel e o que está dentro dele sofreram.

Roubo ou furto de bicicleta

Para os adeptos das bicicletas, vale essa cobertura. Independentemente de ela ter sido roubada ou mesmo danificada dentro ou fora do imóvel. A proteção pode ser usada até mesmo quando a bicicleta é transportada em um veículo que sofra uma colisão.

Imóveis de férias, alugados…

O seguro residencial pode ser contratado em várias situações.

Vale para o imóvel em que se vive na cidade, assim como para casas de temporada localizadas na praia ou no campo.

Além do consumidor contar com as garantias do seguro residencial para a casa em que vive, também pode contratá-lo para casas alugadas. Assim, obtém mais segurança para a estrutura do imóvel. No caso do imóvel próprio, o seguro residencial também ampara os bens do segurado. Mas quando o inquilino contrata o produto, a estrutura da casa não é contemplada.

Custo X benefício

Quando se fala em seguro residencial, o consumidor pode contar com um valor mais acessível quando comparado a outros tipos de seguros do mercado como, por exemplo, o de carros.

É possível pagar em parcelas menores ou de uma vez só o prêmio referente a um ano de vigência do seguro.

Vale fazer uma cotação para descobrir mais benefícios oferecidos pelo seguro residencial e, claro, os preços praticados.

Conte com a Bidu para saber mais sobre esse produto. É muito simples e rápido!

Última atualização em 14/01/2021

 

Leave a Reply