Skip to main content

Vale a pena comprar um carro que está saindo de linha?

Por 16 de fevereiro de 2022Mobilidade
modelos de carro

Até pouco tempo atrás, o fim da linha de modelos de carros significava desvalorização e a certeza de que ele se tornaria um “mico”. O principal motivo era o medo da falta de peças de reposição. Isso porque o fim da produção poderia decretar também o encerramento da fabricação dos seus componentes.

Cotação online de Seguro Auto

Novos tempos

Entretanto, a coisa mudou tanto que alguns modelos de carros agora até se valorizam quando param sua produção. É o caso dos Volkswagen Up TSI e Golf GTI, que são cultuados por entusiastas.

No caso do Golf, quando deixou de ser oferecido no Brasil, em setembro de 2019, um modelo usado do mesmo ano valia R$ 139 mil na tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Um ano depois, estava cotado a R$ 145 mil. Em setembro de 2021, no auge da valorização dos usados, a tabela apontava R$ 194 mil, uma valorização de quase 30%!

Adeus, Fit

Outro entre os modelos de carros muito querido pelo mercado que recentemente teve sua produção encerrada e deve valorizar bastante é o Honda Fit. Produzido no Brasil por três gerações entre 2003 e 2021, o Fit tem como principais atrativos o espaço interno excelente e a confiabilidade.

Não são raros os casos de proprietários que tiveram três, quatro modelos seguidos.Com o fim da linha, muitos fãs do modelo ficarão órfãos e tendem a procurar as unidades seminovas do último ano de produção para comprar. E as leis de mercado são infalíveis: quando aumenta a demanda o preço sobe.

Civic vai junto

O mesmo vale para o irmão Civic, que parou a fabricação no país após 25 anos. Com a preferência do consumidor por SUVs, as vendas do sedã médio começaram a cair e a Honda achou melhor trazê-lo importado. Apesar disto, o Civic ainda tem uma legião de fãs que devem procurar o setor de seminovos das concessionárias em busca dos modelos mais novos.

Patinho feio

Até mesmo modelos de carros que não são uma unanimidade podem ganhar preço quando deixam de ser produzidos. É o caso do Toyota Etios, que tem um design considerado pouco atraente pelo público, apesar de ser um excelente produto.

Em março de 2021, quando teve sua produção encerrada, um Etios Hatch 1.3 X 2020 valia R$ 48 mil. Em fevereiro de 2022, já custa R$ 55 mil. Na versão Sedan X Plus 2020 com câmbio automático, o preço saltou de R$ 60 mil para R$ 71 mil no mesmo período.

Falta de peças é coisa do passado

O temor de antigamente, a falta de peças para reposição, não mais preocupa. Mesmo após o fim da produção, concessionários e mercado paralelo continuam a oferecer os componentes por muitos anos. Especialmente em modelos que foram sucesso de vendas. Experimente colocar “peças novas de Volkswagen Fusca” no Google e veja o tamanho da oferta. E lá se vão 26 anos que o velho besouro deixou de ser feito no Brasil.

Boas opções de modelos de carros fora de linha

Já sabemos que modelos de carros que saíram de linha não são necessariamente um mau negócio. Então, separamos alguns que deixaram recentemente de ser produzidos e que devem continuar bem procurados no mercado de usados.

Chevrolet Joy

Quando lançou a segunda geração do Onix no Brasil, a General Motors manteve a primeira em linha como opção de entrada e a rebatizou Joy e Joy Plus (o antigo Prisma). Como seu antigo motor 1.0 de quatro cilindros não atende à fase 7 do Proconve (Programa de Controle de Emissões Veiculares), que entrou em vigor em janeiro de 2022, a dupla parou sua produção.

No entanto, ambos ainda são queridinhos no mercado de usados e devem assim permanecer pelos próximos anos.

Fiat Uno, Grand Siena e Doblò

Projetos antigos, já defasados e esquecidos pelos compradores de carros novos. Os três modelos da Fiat foram outras vítimas da Fase 7 do Proconve. No mercado de usados, contudo, a coisa é diferente. O trio tem fama de manutenção barata e fácil e se destaca pelo espaço interno. A procura por eles vai continuar alta.

Honda Fit e Civic

Como dito acima, ambos deixaram de ser produzidos no Brasil no fim de 2021. Enquanto City Hatchback substituiu o Fit, o Civic passará a ser importado em pouca quantidade em sua nova geração. Como são adorados por seus donos, tendem a valorizar, sobretudo as versões derradeiras.

Toyota Etios

Apesar de ser um modelo robusto, econômico, durável e espaçoso, o Etios por toda a sua vida sofreu rejeição do público por seu design datado e pouco inspirado. Entretanto, quem compra um Etios acaba se apaixonando e costuma ficar fiel a ele. E o modelo continua em linha no Brasil para abastecer o mercado argentino. Lá a procura é grande. Ou seja, peças não faltam.

Volkswagen Fox

O motor 1.6 8V da Volkswagen também não atendia às novas normas de emissões. Com isso, levou junto o Fox, após 20 anos de mercado. Gol e Voyage 1.6 também dão adeus e continuam apenas com motor 1.0. As últimas versões do Fox (Connect e Xtreme), são muito mais equipadas do que os rivais e têm excelente custo benefício.

E a Ford?

Após 102 anos no país, a multinacional americana decidiu interromper a produção no Brasil em janeiro de 2021. Com isso, Ka, Ka Sedan e EcoSport tiveram seu fim decretado. Apenas modelos de carros importados, como a picape Ranger, os SUVs Territory e Bronco Sport e o esportivo Mustang continuam no mercado.

O inesperado encerramento das atividades no país pegou a rede de concessionários de surpresa e, assim, muitas optaram por fechar as portas. Desta maneira, fazer as revisões e comprar peças de reposição hoje são tarefas um pouco mais difíceis para os donos de Ford.

Como o mercado de usados em geral, os modelos de carros da Ford sofreram grande valorização durante o ano de 2021. No entanto, a indefinição em relação à oferta de peças (que nunca foi uma qualidade da Ford) pode significar uma depreciação maior do que o normal nos próximos anos.

Cotação online de Seguro Auto

Última atualização em 16/02/2021

 

Deixe uma resposta