Skip to main content

Como saber se chegou a hora de trocar de moto?

Por 2 de março de 2023Mobilidade
Imagem de motos para ilustrar texto sobre como funciona consórcio de moto

Falhas mecânicas, gastos com manutenção, problemas que continuam surgindo e sua moto não é mais a mesma de antes. Já passou por isso? Se está na dúvida em trocar de moto, mas ainda não sabe o momento certo de dar este passo, não se preocupe. Para te ajudar, explicamos no post quando trocar a moto e quais são as modalidades de pagamento!

Cotação online de Seguro Moto

Afinal, como saber se chegou a hora de trocar de moto?

Se estiver pensando em trocar de moto, saiba que não está sozinho. De acordo com um estudo realizado pelo site Webmotors, 76% dos brasileiros apresentaram intenção de comprar ou trocar de moto em 2022. Em sua maioria, os motociclistas confirmaram que desejam usar o veículo como meio de transporte até o trabalho ou apenas para lazer.

Certo, mas como identificar qual seria o momento certo para trocar a sua moto? Listamos alguns sinais que indicam quando se deve procurar uma nova companheira duas rodas pensando em aproveitar com segurança e tranquilidade uma motocicleta. Confira:

Vida útil

Sim, a vida útil é dos aspectos a serem levados em consideração. Notou que a sua moto ultrapassou os 100 mil km? Pois saiba que ela pode estar estendendo o prazo de seu uso. É verdade que a vida útil depende, sobretudo, dos cuidados e manutenção do motociclista, o que pode prolongar o seu período de duração sem maiores preocupações.

Fique de olho no histórico de problemas vividos sob o veículo. Caso tenha sofrido acidentes, pequenas batidas ou acumulado alguns danos com o tempo, isso pode comprometer a vida útil. Caso semelhante aos lugares por onde costuma percorrer, visto que buracos e terrenos irregulares são nocivos para a moto a longo prazo.

Mau estado

Outro importante indicativo para trocar de moto: o mau estado do veículo. Neste caso, se há várias partes enferrujadas ou com manchas de óleo, vale começar a se planejar para mudar de motocicleta. Isto é, não é somente um desgaste do tempo, mas também pode colocar em risco a própria segurança do condutor a depender dos componentes deteriorados.

Se está trafegando com uma moto muito usada, dê atenção, em especial, aos seguintes itens para verificar o estado do veículo:

  • Óleo do motor;
  • Fluido de freio;
  • Fluido do garfo de suspensão;
  • Filtros de combustível, de óleo e de ar;
  • Corrente.

Manutenção cara

Sabe quando a conta não fecha? Pois é, isso pode ser visto quando a moto apresenta problemas em sequência e necessita estar mais no mecânico do que com o motociclista. A manutenção começa a se tornar cara e inviável para o bolso. É um indício de que, sim, chegou a hora de trocar de moto, ainda mais por uma mais nova.

Além disso, há outro motivo: a desvalorização. Com o tempo, aumenta a chance de mais visitas ao mecânico, encarecendo o custo de consertos e trocas de peças. Ela ainda perde valor de venda com tantas avarias, dificultando utilizá-la como entrada para uma negociação no futuro ou simplesmente repassá-la a um terceiro.

Novo estilo de vida

É importante avaliar se a moto continua fazendo sentido para o seu estilo de vida. Quer dizer, se houve alterações em sua rotina, como uma mudança de emprego, moradia em uma nova cidade ou, até mesmo, se deseja mais conforto pensando nas viagens aos fins de semana, seja sozinho ou acompanhado.

Em algumas dessas situações, uma troca de moto costuma ser indicada para se adequar à sua nova realidade. No entanto, não deixe de lado os ingredientes principais: a segurança e o bem-estar em cima da motocicleta. Por isso, analise o seu momento e prioridades a fim de encontrar a melhor companheira de viagem.

Como pagar pela troca de moto?

Já sabe quando se deve trocar de moto, o passo a seguir é um momento crucial: como pagar por um veículo novo? Neste caso, há alguns caminhos geralmente utilizados, como um financiamento (seja total ou parcial) ou consórcio. Confira algumas modalidades de pagamento para trocar de moto:

Financiamento

Maneira mais comum, o interessado recorre ao banco o valor que precisa para efetuar a compra da moto. Em resumo, se recebe um crédito e, depois, paga o valor em parcelas sujeito a juros, o que acaba elevando o preço original do financiamento.

Consórcio

No estilo de uma poupança coletiva, cada pessoa participa de um grupo com uma contribuição mensal. Nesta modalidade, o comprador aguarda um sorteio a cada mês com uma carta de crédito ou quando realiza o maior lance pelo veículo. Apesar de não haver juros, a compra da moto pode levar alguns anos para ser concretizada.

Leasing

Aqui, há um contrato de aluguel entre o contratante e o banco. Porém, a instituição financeira realiza a compra do veículo e fornece o uso ao comprador, disponibilizando a chance da opção de compra no término do contrato – que terá juros. Como a moto está em nome do banco, não é possível negociá-la enquanto não houver o fim do acordo.

+ Dicas para comprar uma moto nova

Seguro de Moto

Agora que você já descobriu quando é a hora certa para trocar de moto, que tal fazer uma simulação de um seguro de moto? O processo é rápido, fácil e bastante acessível. Faça agora mesmo o seu seguro de moto online com a Bidu!

Cotação online de Seguro Moto

Última atualização em 02/03/2023

 

Deixe uma resposta