Skip to main content

Seis dicas para o uso correto do porta malas

Por 12 de abril de 2022Mobilidade
maiores porta-malas

Quem tem família sabe o esforço que é carregar as bagagens na hora de pegar a estrada para viajar. Dependendo da época do ano ou da duração da viagem, nem sempre o porta-malas comporta as malas da galera toda. Nada melhor do carros com maiores porta-malas, não é mesmo?

Cotação online de Seguro Auto

Quer espaço? Compre uma perua!

Antigamente, quem buscava carros com maiores porta-malas procurava as peruas. Quem viveu entre as décadas de 1970, 1980 e 1990 deve ter viajado em uma. Nos anos 2000, as minivans conquistaram as famílias com sua posição de dirigir mais elevada, bancos modulares e ainda mais espaço para os passageiros e as bagagens.

A era dos SUVs

A partir de 2010, os SUVs começaram a tomar o lugar das minivans, que praticamente foram extintas. Com os mesmos predicados delas, ainda adicionavam robustez e um design mais interessante. Os sedãs também oferecem boa capacidade, apesar de não estarem entre os carros com maiores porta-malas. O ponto negativo é que a abertura é pequena e pode atrapalhar a acomodação de volumes maiores.

Espaço não é nada sem organização

Falando em acomodação, não adianta nada ter um porta-malas gigantesco se não houver organização na hora de carregá-lo. Se apenas “jogar” as tralhas para dentro do bagageiro, além de não aproveitar inteligentemente o espaço, você pode colocar a sua vida e a da sua família em risco. Separamos seis dicas para aproveitar ao máximo o porta-malas do seu carro:

1. Distribua o peso

As bagagens pesadas devem ser acomodadas no centro do porta-malas, encostadas no banco traseiro. Assim, o peso fica concentrado no meio do carro e não altera muito o centro de gravidade, o que ajuda na estabilidade. Os demais itens devem ser distribuídos de maneira equilibrada.

2. Evite ultrapassar os limites dos vidros

Muito embora o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) permita carregar o bagageiro até o teto, a prática prejudica a visibilidade e pode ser perigosa em caso de acidente. Isso porque a bagagem pode invadir a cabine e ferir os passageiros. O correto é acomodar os volumes até a altura dos vidros e manter os tampão de cobertura.

3. Não leve objetos na cabine

Pelo mesmo motivo acima, evite levar objetos na cabine. Nas desacelerações, eles serão projetados à frente e, além de machucar, podem atrapalhar a manobra e causar um acidente. Utilize sempre o porta-malas.

4. Utilize caixas

Ao levar cargas menores, utilize caixas ou redes presas ao assoalho do porta-malas para que elas não fiquem rolando conforme o carro se movimenta. Muitos carros possuem nichos sob o tapete, em volta do estepe, justamente para este fim.

5. Invista em um tapete do tipo bandeja

Vendido como acessório nas concessionárias, lojas de autopeças e em plataformas de e-commerce, os tapetes de borracha do tipo bandeja são perfeitos para evitar que líquidos escorram pelo carpete. Além disso, preservam o porta-malas e são fáceis de limpar.

6. Bagageiros de teto são uma boa opção

Como veremos abaixo, muitos modelos para sete passageiros perdem bastante espaço para a bagagem no porta-malas quando a terceira fileira de bancos está em uso. Uma boa ideia é apelar para bagageiros de teto. Feitos em plástico, aerodinâmicos e fechados com chave, podem acomodar até 600 litros e 80 quilos.

Os maiores porta-malas do Brasil

Apesar de os SUVs serem hoje os queridinhos das famílias, ironicamente são duas minivans que lideram o ranking dos maiores porta-malas do Brasil. Os SUVs e os sedãs compactos também marcam presença. Separamos os modelos com o maior espaço para bagagem disponíveis no mercado. Vale lembrar que foi considerado somente o espaço até a altura dos vidros traseiros e sem rebatimento dos bancos. Confira!

Kia Carnival – 883 litros

A nova geração da minivan sul-coreana é praticamente um micro-ônibus. Com estilo inspirado nos SUVs, pode levar até 883 litros de bagagem quando a terceira fileira de bancos está rebatida. Se não estiver, são oito passageiros e espaço para mais 350 litros.

Chevrolet Spin – 710 litros

Última minivan produzida no Brasil, a veterana Spin sobrevive justamente graças ao espaço do porta-malas da versão para cinco passageiros e à opção para sete ocupantes. Entretanto, ao contar com o banco extra, a capacidade cai para 553 litros com ele rebatido e apenas 162 se o banco estiver ocupado.

Volkswagen Tiguan – 686 litros

O SUV importado da Volkswagen também se destaca pelo ótimo espaço interno e pela capacidade de levar sete ocupantes (aí a capacidade cai para 216 litros). Suas vendas, contudo, estão suspensas até a chegada do modelo reestilizado, no segundo semestre de 2022.

Jeep Commander – 661 litros

Foi pensando exatamente no sucesso do Tiguan entre as famílias que a Jeep desenvolveu o Commander. Assim como o rival, pode levar até sete pessoas, o que faz com que espaço para as malas seja de apenas 233 litros. Se o banco extra estiver dobrado, a capacidade sobe para 661 litros.

Toyota RAV4 – 580 litros

O SUV médio da Toyota cresceu ainda mais na quinta geração e viu seu porta-malas chegar aos 580 litros de capacidade. No Brasil, o RAV4 é vendido somente com motorização híbrida, que combina um motor a gasolina com outro elétrico.

Mitsubishi Eclipse Cross – 561 litros

A Mitsubishi ressuscitou em um SUV cupê o nome Eclipse, que batizou um esportivo entre o fim dos anos 1980 e meados do ano 2000. Ao contrário do antigo modelo, o Cross tem ótimo porta-malas com espaço para até 561 litros de bagagem.

Fiat Cronos – 525 litros

O Cronos mantém a tradição de porta-malas espaçosos dos sedãs compactos da Fiat que começou com o Prêmio e já passou por Siena e Grand Siena. E também é uma ótima opção para orçamentos mais curtos, pois tem preço inicial mais baixo do que os demais modelos.

Honda CR-V – 522 litros

O CR-V foi um dos pioneiros da onda SUV. Na década de 2010, a terceira geração caiu no gosto do brasileiro e fez um enorme sucesso entre as famílias. Mas, como o rival Toyota RAV4, cresceu bastante e hoje pertence a uma categoria superior. A quinta geração pode levar até 522 litros de bagagem.

Volkswagen Virtus – 521 litros

O Virtus joga no mesmo time do Cronos, o do porta-malas grande por um custo mais baixo (ou menos alto). Com 521 litros de espaço para as bagagens, não se tornou um dos preferidos dos taxistas e motoristas de aplicativo à toa.

Honda City Sedan – 519 litros

Na nova geração, que começou a ser vendida no início de 2022, o Honda City teve seu porta-malas reduzido em 17 litros, caindo de 536 para 519 litros. A diferença é irrisória, mas foi suficiente para tirá-lo da liderança em jogá-lo para o lugar mais baixo do pódio entre os sedãs compactos com os maiores porta-malas.

Cotação online de Seguro Auto

Última atualização em 12/04/2022

 

Deixe uma resposta