Skip to main content

Já agendou visita ao nutricionista pelo Plano de Saúde?

Por 11 de abril de 2022Vida e Saúde
nutricionista pelo plano de saúde

Muita gente não sabe, mas os planos de saúde que são credenciados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) cobrem sim tratamentos nutricionais.

É uma boa notícia não apenas em virtude da saúde física como, também, da mental. Afinal, o que comemos também tem impacto na saúde mental e por isso é um aspecto que merece ainda mais atenção. Vamos ver um pouco mais sobre a importância dessa modalidade e como encontrar nutricionista pelo plano de saúde.

Cotação online de Planos de Saúde

A influência da alimentação na saúde mental

Foi-se o tempo em que o profissional da área de nutrição era lembrado apenas quando o assunto se relacionava a dietas para emagrecer.

Muito além desse papel, o nutricionista ganhou vários espaços. Ele se tornou peça-chave para atuar na prevenção, promoção e recuperação da saúde humana.

Ao planejar, executar e avaliar ações baseadas nos conhecimentos da ciência da nutrição e alimentação, o nutricionista é capacitado para atuar em diversas áreas. Como exemplo, nutrição clínica, saúde pública etc.

A abrangência se tornou ao longo dos tempos cada vez maior. Isso porque é fato hoje que uma boa alimentação pode contribuir para a recuperação de transtornos mentais, como ansiedade e depressão.

Pesquisas apontam que pessoas que adotam um padrão alimentar saudável podem reduzir em até 16% o risco de transtorno depressivo.

Para isso, essas pessoas consomem mais vegetais, frutas, grãos integrais e carnes magras e peixes – uma estrutura alimentar que tem tudo para agir no corpo e na mente.

+ Saiba mais sobre a medicina integrativa

Alimentação saudável = qualidade de vida

Agendar uma consulta com o nutricionista pelo plano de saúde é o primeiro passo para entender a importância da alimentação como um todo. Também é importante para entender a relação e impacto que tem sobre o cérebro e estado emocional de uma pessoa.

Uma dieta que reúne e combina vitaminas, minerais, óleos e gorduras saudáveis ajuda a melhorar as funções do cérebro, níveis de energia, memória, além de também controlar as emoções.

De acordo com os especialistas, o consumo de frutas e vegetais está diretamente ligado ao alto bem-estar mental dos indivíduos.

Já uma alimentação inadequada faz exatamente o contrário. Uma dieta pobre, ou seja, com alto nível de gordura saturada, carboidratos refinados e alimentos processados, pode causar ou agravar sérias condições de saúde.

Nutricionista pelo Planos de Saúde

Como já informado, os planos de saúde credenciados pela ANS cobrem atendimentos feitos por nutricionistas. O número de consultas, entretanto, costuma ser definido com base na condição de saúde de cada paciente.

De acordo com a ANS, cada membro do plano tem o direito de fazer entre 6 e 18 consultas com um nutricionista por ano mediante a sua condição de saúde.

Mas, importante: as consultas são sempre agendadas após o encaminhamento feito necessariamente por um médico.

De acordo com a versão atualizada do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar, o número de consultas do tratamento nutricional é determinado. Isso tem como base alguns fatores – além da necessidade do encaminhamento médico.

A cobertura mínima obrigatória é de seis consultas por ano de contrato com o plano médico. Porém, quando o paciente preenche pelo menos um dos critérios apresentados a seguir, esse número aumenta.

Condições que aumentam o número de consultas com o nutricionista pelo plano de saúde:

  • Crianças que tenham até 10 anos e apresentam risco nutricional
  • Jovens entre 10 e 16 anos em risco nutricional
  • Idosos (a partir de 60 anos) em risco nutricional
  • Pessoas que apresentam diagnóstico de Insuficiência Renal Crônica
  • Pacientes que tenham mais de 16 anos e com diagnóstico de obesidade ou sobrepeso
  • Pessoas ostomizadas (aqueles que precisam passar por intervenção cirúrgica para abrir caminho alternativo para alimentação, respiração ou para saída de fezes ou urina)
  • Pacientes que passam por cirurgia gastrointestinal
  • Gestantes, mulheres que acabaram de dar à luz e mulheres em amamentação até seis meses após a realização do parto
  • Pacientes diagnosticados com Diabetes Mellitus, que usam insulina ou estejam no primeiro ano de diagnóstico

Nutrição: pilar para a boa saúde

Não há como negar: a alimentação é um dos pilares fundamentais para que toda pessoa tenha uma vida saudável e em equilíbrio físico, mental e até mesmo social.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define nutrição como a ingestão de alimentos que supram as necessidades nutricionais do corpo.

Mas isso vai muito além do fato de saciar a fome. Ao ingerir os nutrientes necessários, nosso sistema imunológico é fortalecido, as doenças são prevenidas. Assim, há melhora na capacidade de se concentrar, na qualidade do sono, no humor, no funcionamento dos intestinos e, consequentemente, na sensação de bem-estar.

É pelo consumo de alimentos que o organismo obtém os nutrientes que são essenciais para  realizar as funções vitais. Isso inclui o crescimento, a movimentação, além da respiração, digestão, circulação, reprodução etc.

Vale ainda saber que certas falhas cometidas por muitas pessoas comprometem a saúde. Alguns exemplos são, usar muito sal na alimentação, ingerir pouca variedade de nutrientes, não fazer todas as refeições e não se hidratar adequadamente.

Pelo acompanhamento com nutricionista pelo plano de saúde é possível fazer o tratamento de desequilíbrios orgânicos, prevenção do envelhecimento, otimização do desempenho esportivo e também a melhora das funções cognitivas.

Em resumo, uma alimentação saudável e atrelada a hábitos saudáveis, como a prática esportiva, resulta em mais saúde e qualidade de vida.

Mas uma consulta com um nutricionista pelo plano de saúde pode fazer sim toda a diferença na busca pelos melhores resultados.

Cotação online de Planos de Saúde

Última atualização em 31/03/2022

 

Deixe uma resposta