Skip to main content

Quais foram os carros mais roubados em 2020?

Por 2 de março de 2021Mobilidade
carros mais roubados em 2020

Você sabe quais foram os carros mais roubados em 2020? Ou então por acaso você passou por essa experiência em 2020?

A cena é assustadora e traumatizante. Você chega tranquilamente na farmácia e, ao descer, se depara com um criminoso lhe apontando a arma e pedindo a chave do carro.  Assim, meio sem entender o que está acontecendo, obedece. Poucos segundos depois, vê seu carro indo embora para talvez nunca mais voltar. Demora para “cair a ficha”, mas você sofreu um assalto a mão armada. 

<p style=”text-align: center;”><a class=” z-depth-3 button” style=”padding: 1rem; font-size: 1.5rem;” href=”https://www.bidu.com.br/seguro-auto/”>Cotação online de Seguro Auto</a></p>

Onde está meu carro?

Não menos pior, você chega no local onde estacionou o carro e não o encontra. Então, por um momento, acha que se enganou e parou em outro lugar. 

Anda mais um pouco e também não o localiza mais para a frente. Volta e a vaga está vazia. Porém, foi ali mesmo que você o deixou e ele não está lá, pois foi furtado.

Roubos caíram com a pandemia, mas ainda assustam

Infelizmente, cenas como as acima descritas são muito comuns no Brasil. 

Houve uma redução de 27,5% nas modalidades durante o ano de 2020 por conta da pandemia de Covid-19, dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Porém, ainda sim foram roubados ou furtados 65.724 veículos no período apenas no estado.

Um carro por minuto

A estatística do órgão paulista representa um carro subtraído a cada oito minutos. Então, se analisarmos os dados do Brasil inteiro, um roubo de carro acontece a cada um minuto e 36 segundos. 

Em 2019 (os dados de 2020 ainda não estão disponíveis), 330.919 veículos foram levados no país. Os dados são do Ministério da Justiça.

Quanto mais visado, mais caro o seguro

Diante deste cenário, a escolha de um carro passa a envolver também a questão da segurança. 

Afinal, quanto menos visado o modelo, menores as chances de roubo ou furto. Além disso, o seguro de carros mais roubados custa mais caro, justamente porque o risco é maior.

Saiba antes de comprar

Se você está pesquisando alguns modelos para comprar, é importante saber quais foram os carros mais roubados em 2020 para não correr riscos e para economizar no seguro. 

O ranking é da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), órgão responsável pela gestão e fiscalização do setor de seguros no Brasil.

Para elaborar a lista dos carros mais roubados em 2020, a SUSEP utiliza o índice de veículos roubados (IVR). Ele vem a partir da quantidade de veículos segurados semelhantes na região de ocorrência do sinistro e, depois, o número de sinistros ocorridos (furto ou roubo). 

Apesar de levar em consideração somente os veículos com seguro, os dados do IVR são proporcionais ao total de carros roubados no país.

Os carros mais roubados em 2020

  • 1º – Hyundai HB20 — 319.158 veículos segurados, com 2.131 ocorrências e IVR de 0,668 %;
  • 2º – Chevrolet Onix — 310.731 veículos segurados, com 1.779 ocorrências e IVR de 0,573 %;
  • 3º – Toyota Corolla — 241.296 veículos segurados, com 1.011 ocorrências e IVR de 0,419%;
  • 4º – Volkswagen Gol — 218.768 veículos segurados, com 1.708 ocorrências e IVR de 0,781%;
  • 5º – Renault Sandero — 187.495 veículos segurados, com 1.220 ocorrências e IVR de 0,651%;
  • 6º – Honda Fit — 179.501 veículos segurados, com 722 ocorrências e IVR de 0,402 %;
  • 7º – Fiat Palio 1.0 — 178.014 veículos segurados, com 1.402 ocorrências e IVR de 0,788%;
  • 8º – Ford Ka 1.0 — 176.100 veículos segurados, com 1.008 ocorrências e IVR de 0,572 %;
  • 9º – Chevrolet Prisma — 170.904 veículos segurados, com 962 ocorrências e IVR de 0,563 %;
  • 10º – Ford Fiesta 1.6 — 166.591 veículos segurados, com 859 ocorrências e IVR de 0,516 %.

Mais vendido, mais roubado

Se pegarmos o ranking de veículos mais vendidos, as posições serão praticamente semelhantes dos carros mais roubados em 2020. É fácil entender a razão. Quanto mais vendido o veículo, maior é a quantidade de unidades circulando pelas ruas. Além disso, a demanda por peças para estes modelos tende a ser maior, o que acaba levando os criminosos a desmanchá-los.

Muita calma nessa hora

Se o seu carro atual ou o modelo em que você estava de olho está na lista de carros mais roubados em 2020, não precisa se desesperar. Com alguns cuidados e a instalação de equipamentos antifurto, as chances de ser roubado ou furtado diminuem consideravelmente. Então, confira algumas delas:

Seguro

Quer ficar tranquilo de verdade? Faça um seguro auto. Só com ele, você será indenizado em até 100% da tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) caso o veículo não seja recuperado. Ou então poderá repará-lo na rede credenciada da seguradora se ele for localizado com danos. 

Além disso, as companhias oferecem coberturas opcionais e assistência 24 horas para o veículo. Em alguns casos, até mesmo para a residência do segurado. Clique aqui e cote agora o seu seguro.

Rastreadores

Os rastreadores e bloqueadores são hoje a melhor opção para recuperar um veículo roubado ou furtado. 

O equipamento não evita o crime, porém, pode bloquear seu funcionamento e encontrar sua localização exata remotamente, através de uma central de monitoramento. 

O índice de recuperação é tão alto que as seguradoras dão descontos para quem possui um rastreador no carro. Ou então cedem o aparelho em comodato para segurados com modelos muito visados. Caso opte por adquirir, as assinaturas mensais custam a partir de R$ 50.

Alarmes sonoros

Muito populares nas décadas de 1990 e 2000, os alarmes sonoros ainda têm muitos adeptos. Eles custam entre R$ 300 e R$ 400, e são equipamento de fábrica de diversos modelos. 

O equipamento dispara uma sirene se qualquer uma das portas for aberta ou se as janelas forem quebradas. Os alarmes sonoros também impedem a partida do motor quando estão ativados.

Bloqueador da parte elétrica

Conhecido popularmente por resgate, o bloqueador é a maneira mais barata de proteger o carro. Assim, por menos de R$ 100, ele desliga a parte elétrica do veículo alguns minutos após a partida. Portanto, a bomba de combustível para de funcionar, o carro desliga e não dá mais partida. Para desativar o bloqueador, basta apertar um pequeno botão que fica no interior do carro no momento da instalação.

Cuidados no dia a dia

  • Em locais de grande movimento, ande sempre com as janelas fechadas. Películas solares e antivandalismo ajudam na discrição e segurança.
  • Mantenha-se sempre atento. São os distraídos os motoristas preferidos pelos criminosos.
  • Ao chegar ou sair de casa ou estabelecimento comercial sempre observe se há pedestres, carros ou motocicletas suspeitos pelas redondezas.
  • O mesmo vale para obstáculos como valetas e lombadas, que te obrigam a diminuir a velocidade. Muitas vezes os criminosos se aproveitam desse momento para abordar as vítimas.
  • Evite estacionar em locais ermos e pouco iluminados, inclusive dentro de estacionamentos de shoppings ou supermercados.

Última atualização em 02/03/2021

 

Deixe uma resposta