Skip to main content

Descubra se Plano de Saúde cobre tratamento psiquiátrico

Por 17 de maio de 2021setembro 21st, 2021Vida e Saúde
plano de saúde cobre tratamento psiquiátrico

A saúde mental vem deixando de ser um tema “tabu”. Ela tornou-se uma preocupação relevante, além da saúde física do nosso corpo. Com isso, ao contratar um convênio, muita gente se preocupa se o plano de saúde cobre tratamento psiquiátrico. 

Rotina pesada, estresse e o confinamento por conta da pandemia do novo coronavírus são alguns dos fatores comuns que em quem se queixa da sua saúde mental.  

Mas, mesmo com toda essa nova amplitude, o acesso a profissionais de saúde especializados, como psicólogos e psiquiatras, ainda não é ideal. Isso leva muitas pessoas a se afastarem desse tratamento por motivos financeiros.

Então, neste artigo vamos entender se o plano de saúde cobre tratamento psiquiátrico. Vamos ver também como funciona a cobertura das seguradoras para oferecer cada vez mais oportunidades para quem precisa desse recurso. 

Cotação online de Planos de Saúde

Psicologia e psiquiatria: quais as diferenças?

O psicólogo é um profissional formado em Psicologia. Ele estudou a ciência que cuida e trata da mente humana, a partir da análise de processos e comportamentos dos indivíduos ou de grupos para múltiplas situações. 

Já o psiquiatra é um profissional formado em medicina e titulado posteriormente nesta especialidade. Entretanto, diferente do psicólogo, esse médico é habilitado a realizar atividades, como:

  • Diagnóstico de enfermidades psiquiátricas, como por exemplo a depressão, transtornos de ansiedade e bipolaridade, e esquizofrenias;
  • Pode prescrever medicamentos controlados para o tratamento de transtornos mentais e comportamentais;
  • Apoia na prevenção e reabilitação de distúrbios provocados pela mente, como a anorexia e bulimia;
  • É autorizado a solicitar exames laboratoriais e de imagem. 

Muitas vezes, a indicação de um psiquiatra vem seguida de uma recomendação do profissional da Psicologia. Porém, é preciso lembrar que antes de tudo o psiquiatra é um médico, de saúde mental. Isso quer dizer que quando nos sentimos enfermos nesse aspecto, podemos sim buscar um psiquiatra. 

Assim, entre as principais motivações que leva alguém a buscar ajuda de um psiquiatra estão incômodos relacionados a:

  • Mudança de humor de forma frequente;
  • Alteração na forma de se alimentar, seja por compulsão ou pela ausência de apetite;
  • Compulsão e sentimento de ansiedade;
  • Dificuldade para dormir;
  • Estresse e irritabilidade. 

Vale reforçar que neste artigo não temos qualquer pretensão de diagnosticar alguma necessidade médica em você. Portanto, vamos apenas demonstrar situações mais comuns referente a essa especialidade médica. 

O Plano de Saúde cobre tratamento psiquiátrico? 

Chegando a questão principal, encontramos a resposta positiva. Alguns planos de saúde podem sim custear o seu tratamento com um profissional da psiquiatria. Ele deve estar presente em sua rede credenciada. Ou a partir de reembolso, conforme indicação de contrato. 

Porém, há algumas limitações em seu uso, conforme rol regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). 

A CID, lançada em 1893, é proferida pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Ela contempla registros estatísticos e lista as doenças e os sintomas com objetivo de padronizar e monitorar a situação de saúde local e mundial. 

O rol de procedimentos mínimos da ANS fica disponível para consulta de todo o público. Ele é uma ferramenta importante para você entender como se comportar junto ao seu plano.

Entretanto, pode acontecer de detalhes passarem despercebidos. Como por exemplo, a coparticipação do segurado em algum recurso de acesso à saúde. Em geral, como mencionamos, as consultas com a rede credenciada são acessadas sem grandes questões. A situação de uma possível internação, que possivelmente pode identificar essa prática de divisão dos custos. 

Você ainda não contratou um plano de saúde e tem a intenção de utilizá-lo para tratamentos relacionados à saúde mental? Então fique atento e procure por tipos de plano que contemplem mais amplamente essa especialidade. 

Lembrando que, independente da necessidade atual, a nossa saúde mental pode ser parecida com a nossa saúde física. Ela exige cuidados prévios ou até mesmo emergenciais. 

Bem-estar emocional

A saúde mental está diretamente ligada ao seu bem-estar. Então, tão quanto você se exercita em uma academia ou praticando esporte, a nossa mente também faz exigências.

Portanto, apenas um profissional da saúde especializado, como um psiquiatra, pode assinar recomendações válidas para sua necessidade. Porém, vale destacarmos aqui, que há cuidados bem comuns e fáceis de encaixar na rotina, que todo mundo pode fazer, sem comprometer a sua integridade: 

  • Ter uma alimentação saudável;
  • Praticar exercícios ou movimentar-se de acordo com as suas capacidades;
  • Criar uma rotina de autocuidado e atenção a si e ao seu corpo;
  • Entreter-se ao ar livre e com pessoas do seu ciclo familiar e de amizade;
  • Não ignorar os seus sentimentos e praticar a sua própria escuta;
  • Descanse e procure criar um ambiente de relaxamento para dormir as horas necessárias;
  • Não se cobre tanto e nem se compare a outras pessoas;
  • Equilibre o acesso a informações e quando algo te fizer mal, afaste-se;
  • Busque os meios corretos de informação e de apoio.

Como contratar um Plano de Saúde que cobre tratamento psiquiátrico?

Como mencionamos anteriormente, plano de saúde sobre tratamento psiquiátrico. Há diferentes seguradoras que oferecem em sua rede credenciada o acesso a psiquiatras. E para facilitar a sua busca pelo plano de saúde ideal, a Bidu reuniu as principais opções em seu escopo de atendimento.

Você faz gratuitamente uma cotação on-line, sem sair de casa. Em poucos dias e em alguns cliques, você contrata o plano de saúde com cobertura para tratamento psiquiátrico e outros.

O mais importante é você entender que não está sozinho e que é preciso construir uma rede de apoio, seja no seu lar e círculo de amizade, seja com a ajuda de um profissional especializado.

 

Última atualização em 17/05/2021

 

Deixe uma resposta