Skip to main content

Seguro de Vida ou investimento: o que vale mais a pena?

Por 19 de maio de 2021Vida e Saúde
seguro de vida ou investimento

Muita gente afirma que o seguro de vida é um investimento. Às vezes é difícil entender se uma apólice é capaz de substituir uma verdadeira aplicação financeira ou não.

No atual momento, faz sentido pensar em um recurso que tem a ver com saúde e com segurança financeira. Principalmente caso de um imprevisto com falecimento, por exemplo. Neste caso o seguro de vida cabe direitinho.

Ou seja, o que vale mais a pena: um seguro de vida ou investimento em uma instituição financeira? Essa resposta que vamos tentar esclarecer neste artigo. 

Cotação online de Seguro de Vida

O que é Seguro de Vida?

Estamos tentando entender se vale mais a pena ter um seguro de vida ou investimento. Portanto, nada mais justo do que entender na prática o que o recurso da apólice pode trazer de vantagem aos seus segurados.   

O seguro de vida é um produto que protege financeiramente você e a sua família contra imprevistos que possam acontecer ao titular da apólice. Portanto, isso significa que você terá o suporte financeiro ou a indenização adequada, na ocorrência de algumas situações.

Entre as principais características de proteção do seguro de vida, temos:

Morte natural ou acidental

O principal componente de um seguro de vida é para o acontecimento da morte do segurado. A partir desta cobertura, os seus familiares não ficarão desamparados financeiramente. Assim, eles irão recolher com a indenização a quantia acordada em contrato. 

Reembolso por despesas médicas

Nem só na morte o seguro de vida é válido. Com essa modalidade de cobertura adicional você mesmo pode ter o reembolso por  despesas médico-hospitalares por acidentes.

Invalidez permanente parcial ou total

O seguro de vida também é um investimento. Imagine que, por motivos de um acidente, você teve a redução total ou parcial das atividades funcionais de algum membro ou órgão. Neste caso, haverá o pagamento de uma indenização por parte da seguradora. 

Cobertura para doenças graves

A qualquer momento pode acontecer uma situação crítica de saúde, como câncer e o AVC. Entretanto, essa etapa poderá ser custeada também pelo seu seguro de vida. 

Assistência funeral

Os custos com o funeral podem ser muito imprevisíveis. Com esse tipo de cobertura essas despesas ficam contempladas. 

Então, toda essa personalização faz com que as vantagens do seguro de vida se tornem ainda mais um recurso de investimento, em especial, nos momentos mais difíceis. 

O que é investimento financeiro?

Agora precisamos entender um pouco dos investimentos para definir se vale a pena um seguro de vida ou investimento. 

Do lado da economia e finanças, você vai encontrar um universo de oportunidades referentes a investimentos e aplicações financeiras.

Quando você adquire um ativo financeiro, como ações, Tesouro Direto, Previdência Privada e renda fixa, por exemplo, que você começa a participar dessa mecânica. Aí então chegam também todos os seus riscos e vantagens. 

Porém, cada tipo de investimento tem uma propriedade, um objetivo e um fim. Ele deve ser adequado de acordo com o seu perfil. A prosperidade pode ser interessante, mas também cruel, se você não tomar as decisões mais acertadas.

Ou seja, o investimento é uma boa saída para garantir o futuro. Porém, desde que você esteja disposto a se dedicar e conhecer esse universo de possibilidades.

Seguro de Vida ou investimento? 

Para quem tem patrimônio alto, médio ou baixo, o seguro de vida é um recurso que vai muito além da vantagem do valor da apólice. Assim, você pode customizar e optar por um recurso que atenda diretamente o seu perfil. 

Adicional a isso, segundo especialistas, a grande vantagem do seguro de vida como investimento está no fato de que é um recurso que provê uma liquidez imediata. Ou seja, é mais fácil e rápido convertê-lo financeiramente. Além disso, você terá uma espécie de blindagem que garante juridicamente que esses valores servem como sucessão patrimonial. Exatamente com a ideia de um inventário mais acessível. 

 Uma boa empresa de seguro de vida pode pagar aos interessados o valor disponível na apólice, para um sinistro ocorrido, em até 15 dias, por exemplo. Algo que pode ser impensável em outros recursos. 

Significa que devo substituir o meu investimento pelo Seguro de Vida?

Você já entendeu um pouco porque seguro de vida ou investimento se confundem? Então, para tomar essa decisão a resposta deve ser individual e considerar diferentes fatores. Toda decisão que envolve um compromisso financeiro precisa levar em consideração o perfil e o objetivo.

Por exemplo, o seguro de vida pode ser desvantajoso para alguém de idade avançada e com alguma comorbidade. Porém, se você tem um histórico de saúde interessante, sem grandes marcas, você com certeza colherá bons frutos para o seu patrimônio. 

Já nos investimentos com instituições financeiras é diferente. Se você não tem tanto conhecimento de como as regras desse jogo funcionam, é melhor você não se arriscar. 

Entretanto, tem outra questão, que já comentamos. O susto de uma pandemia mundial, como a da COVID-19, nos mostrou que precisamos estar atentos e prevenidos quando o assunto é acasos. O seguro de vida é uma proteção e tranquilidade em momentos tão difíceis como esse. 

Então, antes de mais nada, avalie as suas próprias necessidades. 

Como contratar um Seguro de Vida?

Agora que entre seguro de vida ou investimento, a sua decisão está tomada para o recurso da apólice, não deixe de conhecer as principais opções do mercado.

Você pode fazer a cotação on-line, gratuitamente, e em poucos cliques reconhecer qual seguro de vida será um grande investimento para você. 

 

Última atualização em 19/05/2021

 

Deixe uma resposta