Skip to main content

Plano de saúde para recém nascido: como fazer

Por 7 de fevereiro de 2018junho 17th, 2021Vida e Saúde
Imagem de bebê para ilustrar post sobre plano de saúde para recém nascido

Quando um bebê nasce, a questão da sua segurança é de maior importância. Principalmente se a mamãe e o papai são de primeira viagem! Garantir um parto seguro e um primeiro trimestre com estrutura de saúde para recém nascido pede um plano de saúde especial. Veja como fazer a aquisição de um plano de saúde para recém nascido.

Cotação online de Planos de Saúde

Como são as regras para incluir um recém nascido no plano de saúde dos pais?

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, a inclusão do filho recém-nascido, seja ele natural ou adotivo está assegurada. Essa inclusão é obrigatória de acordo com o artigo 12 da Lei 9.656/98. Nesse caso, porém, o titular do plano deve ter cumprido o período de carência do seu plano individual ou familiar adequadamente.

Quanto tempo a família tem para realizarem a inscrição do bebê?

A inscrição do plano de saúde para recém nascido deve acontecer até 30 dias depois do nascimento ou da adoção. Esse é o prazo máximo para a ação então fique atenta para não perdê-lo.

As regras para a inclusão do recém nascido variam conforme a operadora de plano de saúde escolhida pelos pais?

Todas as seguradoras são obrigadas a obedecer a esse regulamento. A lei manda que a inclusão do bebê aconteça, na configuração do plano paterno ou materno, até 30 dias após o seu nascimento. Se a sua operadora se negar ou tiver problemas com isso você pode reclamar!

Como funciona o cadastro para o plano de saúde para recém nascido?

O processo de inclusão não é automático. O pai, a mãe ou responsável legal terá portanto que fazer essa requisição. Ela pode ser feita via telefone, e-mail e até carta com protocolo.

Para a inscrição do recém-nascido será necessário apresentar:

  • Cópia do RG e do CPF do titular do plano;
  • Certidão de Nascimento do recém-nascido, documento comprobatório da filiação.

Quando o recém nascido entra no plano, ele também passa por um período de carência?

O recém nascido não passa por período de carência. Mas para isso acontecer, seu cadastro precisa estar feito em até 30 dias após o nascimento da criança.

E se o bebê precisar de atendimento. Eles serão cobrados?

Esses procedimentos feitos ao bebê não serão cobrados contanto que a mãe o pai ou responsável pelo plano titular tenha um plano com a configuração hospitalar com obstetrícia, assim ele vai garantir a cobertura.

É importante lembrar que a carência para partos é de 300 dias. Então caso haja mudança de plano de saúde durante a gestação, os custos do parto , bem como os possíveis primeiros cuidados do bebê, não estarão cobertos. Alguns exemplos de exames que recém nascidos fazem e estão dentro da cobertura estão os necessários exames neonatais, como o teste do pezinho.

Filhos adotivos respondem às regras semelhantes?

Sim. Fazer o cadastro da criança adotada é similar ao processo do recém-nascido natural. A criança adotiva (de até 12 anos) deve ser incluída em até 30 dias após a assinatura do processo de adoção.

Depois desse post sobre plano de saúde para recém nascido, veja os 5 passos para escolher um plano de saúde.

Cotação online de Planos de Saúde