Skip to main content

É preciso trocar o seguro residencial ao mudar de casa?

Por 13 de abril de 2023Residencial e Lazer
Foto de caixa de mudança para texto sobre transferência de seguro residencial

De malas prontas e caminhão de mudança contratado, é hora de providenciar a atualização do endereço na apólice do seguro residencial.

Diferente do que muitos pensam, não é preciso trocar seguro residencial, mas é importantíssimo avisar rapidamente a empresa responsável pelo produto sobre o novo endereço do segurado.

Pois é, um novo endereço é uma informação para lá de essencial para a seguradora ou corretora que administra o seguro residencial.

Já que não é preciso trocar seguro residencial, será que é fácil fazer a troca do endereço? Quais os principais motivos para fazer a atualização imediata do endereço na apólice do seguro residencial?

Cotação online de Seguro Residencial

Casa nova tem que trocar seguro residencial?

Como já dissemos anteriormente, não é preciso trocar seguro residencial. Porém, comunicar à seguradora – ou corretora – imediatamente sobre a mudança de casa é imprescindível. Trata-se de uma informação que pode provocar muita diferença em várias situações como, por exemplo, em caso de sinistro.

Imagina, por exemplo, o que vai acontecer com uma pessoa que não comunica à seguradora sobre a mudança de endereço e passa por uma situação de roubo na nova casa? Como ela poderá reivindicar indenização se o endereço cadastrado na apólice é outro?

Atualização de endereço

Não tem escapatória. Apesar de não ter que trocar seguro residencial, mudou de casa, troque o endereço na apólice do seguro residencial, mantendo-a sempre atualizada para que o produto seja usado sem contratempos.

Afinal, a atualização do endereço no cadastro do seguro residencial é também vital para:

  • Fazer acertos em possíveis mudanças na lista de eletrodomésticos e móveis especificados na apólice. Em casos de furto, por exemplo, a seguradora precisa identificar os bens corretos que devem ser ressarcidos. Em casos assim, apresentar a nota fiscal com o nome do segurado pode resolver, mas a desatualização pode sim causar prejuízos.
  • Receber valor correto, em sintonia com o prejuízo sofrido (e não um valor inferior). Quando o cadastro não é atualizado, a seguradora ou corretora não tem conhecimento sobre as mudanças ocorridas no imóvel e assim não fará as atualizações de valores necessárias.
  • Não perder coberturas. Isso mesmo! A falta da troca de endereço no contrato do seguro residencial leva à possibilidade de o segurado perder a cobertura, já que há documentos que trazem cláusulas sobre a obrigação do contratante manter os dados sempre atualizados. O descumprimento de tal determinação, aliada a outros fatores relacionados à mudança, pode resultar na perda da cobertura, trazendo prejuízos para o segurado.

Como atualizar o endereço?

Trata-se de um procedimento simples e rápido. O segurado só precisa entrar em contato com a empresa – seguradora ou corretora – e apresentar o novo comprovante de endereço.

Assim, a apólice será atualizada e, caso seja necessário, serão feitas as alterações relacionadas ao prêmio e às coberturas em virtude da necessidade de reavaliação do seguro residencial.

O que o seguro residencial atende?

Falar em seguro residencial significa tratar de uma proteção para o imóvel do segurado que chega sob a forma das várias coberturas que podem ser contratadas.

É, basicamente, um produto que vai resguardar o patrimônio, garantindo uma indenização ao segurado caso ocorram sinistros que causem prejuízos, de acordo com o que consta na apólice. Ou seja, de acordo com o que foi contratado e que deve estar presente no documento assinado entre as duas partes – segurado e seguradora.

 Principais coberturas

  • Incêndio: cobertura básica que pode ser acionada em caso de sinistros originados por incêndio, raio ou explosão causada, por exemplo, por vazamento de gás.
  • Roubo e furto: esta proteção é uma segurança para os moradores da casa não saírem no prejuízo caso haja subtração de bens por criminosos que invadiram o imóvel.
  • Danos elétricos: cobertura para os aparelhos conectados à parte elétrica. Em casos de problemas de energia, como curto-circuito, por exemplo, que podem queimar os equipamentos, a cobertura traz o suporte que o segurado precisa para o conserto ou reposição do equipamento.

Cotação online de Seguro Residencial

Última atualização em 13/04/2023

Deixe uma resposta