Skip to main content

Vale a pena contratar um Seguro Residencial completo?

Por 5 de março de 2021setembro 21st, 2021Residencial e Lazer
seguro residencial completo

Estamos vivendo tempos de muitas atividades desempenhadas dentro de casa. Sobretudo em relação ao crescente movimento do home office que, para muitos profissionais, veio para ficar. Portanto, contratar um seguro residencial e contar com o apoio dos serviços apresentados por esse produto pode ser essencial. Mas será que vale a pena contratar um seguro residencial completo?

Afinal, quais são as coberturas oferecidas por um seguro residencial? Será que fica muito mais caro ter acesso a uma cobertura completa?

Cotação online de Seguro Residencial

O Seguro Residencial

Então, para começar, vamos dar duas informações importantes logo de início. Ter um seguro residencial evita sim muita dor de cabeça e gastos e a contratação desse produto não requer alto investimento.

Dito isso, é válido saber que contar com um seguro residencial significa ter acesso a uma proteção contra vários tipos de acidentes e incidentes. Isso ocorre mediante um pagamento mensal que, geralmente, não supera gastos emergenciais que podem surgir a qualquer momento.

Imagina ter pertences da casa roubados? Ou, pior, ter o imóvel danificado em virtude de um incêndio?

Situações como essas são cobertas pelo seguro residencial. Assim como muitos seguros do mercado também oferecem atendimentos a pequenos reparos. Eles são úteis no dia a dia e podem pesar no bolso a cada chamado como, por exemplo, serviços de encanadores, eletricistas e até mesmo chaveiros.

E as coberturas do Seguro Residencial?

Mas como a nossa conversa se refere à cobertura conhecida como mais completa oferecida pelo seguro residencial, vamos descobrir o que tem no mercado. Vamos ver os tipos de coberturas, para então avaliar aquelas que se adaptam perfeitamente às necessidades de cada pessoa.

Grande parte dos seguros disponíveis, principalmente aqueles mais baratos, costuma oferecer apenas cobertura contra:

  • Incêndios;
  • Queda de raios;
  • Explosões.

Essa é a cobertura básica. Sem ela nenhum outro seguro pode ser feito.

Porém, várias outras proteções adicionais podem ser contratadas à parte. É possível personalizar o seguro residencial de acordo com as necessidades do cliente.

As seguradoras, em geral, oferecem diferentes tipos de pacotes de coberturas reunidas em uma só apólice.

Entretanto, os preços mais caros pagos pelo consumidor se referem à contratação de coberturas que oferecem proteção a roubo ou furto de bens materiais e quebra de vidros. Já as mais em conta se referem a incêndio, perda e/ou pagamento de aluguel e danos elétricos.

Mas o preço a ser pago também considera o tipo de construção do imóvel e a localização do mesmo.

Seguro Residencial completo: Coberturas mais contratadas

Como já foi dito, a cobertura básica de um seguro residencial, pré-requisito para a contratação de todos os planos, é a cobertura para incêndio.

Isso porque a legislação determina como prioritária a abrangência da proteção para prejuízos que possam ocorrer por causa de fogo, explosão e queda de raio.

O seguro, neste caso, garante a estrutura do imóvel e o conteúdo da casa quando atingidos por incêndio de diversas origens. São aqueles que acontecem dentro da própria casa ou que se iniciam em um apartamento vizinho. Também estão cobertos os provocados por queda de um raio, por um curto-circuito no sistema elétrico ou qualquer outra causa).

Mas você pode contratar muitas coberturas à parte, tornando o seguro residencial ainda mais completo. Confira as principais coberturas adicionais para ter um seguro residencial completo..

Roubo e furto

Essa cobertura oferece garante a todos os bens materiais que fazem parte do imóvel (eletrodomésticos, eletrônicos, roupas, móveis etc.). Mas é importante estar atento. De acordo com a seguradora, determinados bens podem ser excluídos da cobertura. Ou estarão cobertos somente quando estão relacionados na apólice.

Também é importante entender a distinção entre roubo e furto e o que prevê a apólice. Roubo se refere à subtração de bens materiais segurados (mediante violência de bandidos). Já furto qualificado é entendido como o roubo de bens na ausência do segurado, praticado com o arrombamento de portas e janelas ou outros sinais de invasão de assaltantes.

Danos elétricos

Essa contratação se refere à cobertura para estragos em produtos eletroeletrônicos causados por curto-circuito. Por isso, há seguradoras que oferecem um serviço de verificação das instalações elétricas em virtude da contratação desta cobertura.

A parte elétrica do imóvel passa a ter proteção – como a fiação elétrica, o quadro de luz e chave do relógio de medição de consumo de energia elétrica.

Vendaval, ciclone, furacão, tornado, granizo, queda de aeronaves, impacto de veículos terrestres e fumaça

Essa cobertura tem mais procura no sul do País por conta da maior ocorrência de fenômenos da natureza nessa região.

Queda de aeronaves e impacto de veículos

Essas duas coberturas têm custo baixo e há seguradoras que as incluem na cobertura básica.

Fumaça

Essa cobertura geralmente faz parte da cobertura de vendaval. Protege contra danos na casa por fumaça, mesmo que essa seja proveniente de incêndio coletivo que aconteceu em outro imóvel não segurado.

Vidros

Oferece garantia para vidros, mármores e espelhos quebrados. Desde que estejam fixados em janelas, portas e divisórias, além de prateleiras e molduras.

Responsabilidade civil familiar

Essa cobertura garante indenizações que possam ser cobradas na justiça por outras pessoas que tenham sido prejudicadas involuntariamente pelo segurado. Ou então por quem mora ou trabalha na casa do segurado, ou ainda, por seus animais de estimação.

O reembolso inclui despesas com custas judiciais e honorários de advogados.

Também cobre danos físicos causados a outras pessoas por objetos que caiam da janela da casa do segurado ou até mesmo por quedas na calçada molhada em frente à residência.

Alagamentos e inundações

Proteção contra perdas e/ou danos materiais em razão de entrada de água na casa por causa de:

  • Tromba d’água e/ou chuva;
  • Enchentes;
  • Inundações resultantes do aumento do volume de rios e canais e da ruptura de reservatórios, adutoras e canalizações não pertencentes ao imóvel segurado.

Desmoronamento

Garantia de indenização de perdas e/ou danos materiais ocorridos em virtude de desmoronamento parcial ou total de imóveis existentes no local segurado. Eles podem ocorrer por qualquer fator, inclusive, convulsões da natureza.

Vale mesmo contratar um Seguro Residencial completo?

Como é possível saber a esta altura do campeonato, certas situações fazem com que a contração de um seguro residencial seja mais recomendada do que em outras.

Por isso, é essencial analisar todos os cenários antes mesmo de procurar uma seguradora. Assim, será possível evitar desperdício de dinheiro ou a contração de um seguro que não atenda a todas as necessidades.

Um seguro residencial completo é vantajoso quando conta com coberturas importantes para o consumidor e seu imóvel. Não há, portanto, uma resposta padrão quanto à necessidade de se obter um seguro residencial completo ou básico.

Mas uma coisa é certa. Trata-se de um produto que traz mais tranquilidade para o dia a dia do segurado. Isso porque oferece garantias para momentos e situações inesperadas que podem ocorrer na vida de qualquer pessoa.

Faça uma simulação 100% online agora mesmo!

 

 Última atualização em 05/03/2021

Deixe uma resposta