Skip to main content

O que fazer quando o Seguro de Vida é negado?

Por 15 de fevereiro de 2022Vida e Saúde
seguro de vida negado

Contar com os benefícios oferecidos por um seguro de vida está nos planos de muita gente. O que falta para efetivar essa aquisição que oferece uma segurança especial em situações únicas? Muitas vezes, apenas informações claras e precisas sobre o produto.

Uma das dúvidas relacionadas ao universo do seguro de vida é: o que fazer caso eu tenha o seguro de vida negado?

Pois é, trata-se de um questionamento recorrente, mas que agora será esclarecido!

Afinal, é mais do que essencial não deixar as pessoas importantes desamparadas quando um evento impacta negativamente a vida do segurado e, consequentemente, dos seus beneficiários.

Cotação online de Seguro de Vida

Evitando surpresas desagradáveis

É verdade que não é possível saber quando algo ruim vai acontecer, mudando a rotina de famílias que ficam à mercê de situações desagradáveis.

É por isso que as pessoas contratam o seguro de vida. Para garantir a desejada estabilidade financeira ao segurado, em caso de acidente, ou à sua família, em caso de morte.

Mas é verdade que o pagamento da indenização do seguro de vida pode ser negado? Sim, é verdade! Mas o que pode causar isso?

Para início de conversa, uma dica se faz necessária. Pela importância que um seguro de vida tem para as pessoas, é preciso sim ficar atento a todos os pontos do contrato assinado na aquisição do produto. É importante sanar todas as dúvidas e conhecer como o seguro de vida funciona.

Tem quem acredite que a simples existência de um contrato já é o suficiente para proteger as pessoas caso algo aconteça. Mas, não, assinar um contrato de compra de um seguro de vida não é o suficiente para estar protegido.

O pagamento da indenização do seguro de vida pode ser negado pela empresa seguradora em virtude de algo que não ficou claro na apólice. 

Seguro de Vida negado: motivos

São vários os motivos alegados pelas empresas para a não realização do pagamento do seguro (indenização).

O seguro de vida negado, entre outros motivos, pela:

  • Não cobertura do risco;
  • Agravamento de risco;
  • Ocorrência do sinistro dentro do prazo de carência;
  • Atraso no pagamento das parcelas;
  • Ausência de legitimidade, por exemplo.

Mas, no mercado, a maioria das negativas se dá em virtude de duas questões: doença preexistente e inadimplência.

Vamos entender cada uma delas.

Doença preexistente

Trata-se da alegação de que o segurado já tinha a doença que o levou à morte ou invalidez quando contratou o seguro.

Muitas seguradoras negam o pagamento do seguro de vida quando fica provado que o segurado omitiu essa informação. Ou seja, quando ele não falou sobre a existência da doença quando contratou o produto. 

Inadimplência

Essa situação do seguro de vida negado é criada em virtude de o segurado não pagar o seguro de vida.

Há casos em que a falta de pagamento ocorre sem que o segurado tenha cometido a falha. Sim, muitas vezes o valor é pago via débito automático, diretamente da conta do segurado. Mas nesse tipo de procedimento podem ocorrer alguns problemas, levando à inadimplência sem que o segurado fique sabendo.

O que fazer quando o seguro é negado?

Caso tenha o seguro de vida negado, procure o auxílio de um profissional qualificado. Ele pode fazer uma análise da situação e, consequentemente, caso haja brecha, buscar, via Justiça, o recebimento da indenização.

Mas é importante estar atento ao prazo para recorrer na Justiça caso neguem o pagamento da indenização do seguro de vida. Os envolvidos têm apenas um ano (a contar após receber a negativa da seguradora) para contestar a decisão na Justiça. Depois desse prazo, não é possível recorrer da decisão.

Como solicitar a indenização do Seguro de Vida?

Primeiramente, os beneficiários precisam saber que têm direito à indenização. Por mais estranho que pareça, muitos não sabem! Sim, o segurado muitas vezes não informa familiares, entre outros beneficiários, sobre a existência do seguro.

Para saber se uma pessoa fez um seguro de vida basta analisar seus últimos extratos do banco, contracheques, faturas de cartão de crédito etc., já que o valor é pago por esses meios.

O segundo passo é buscar a apólice do seguro para verificar se o seguro está vigente. Os seguros de vida são contratados por um determinado prazo (um ano, dois…) ou podem então ser vitalícios (seguro de vida inteira).

Esse documento (apólice) traz informações como os nomes dos beneficiários. Quando essa informação não consta, a indenização é paga para os herdeiros legais (cônjuges, filhos…).

A abertura do sinistro ocorre com a apresentação de uma série de documentos como, por exemplo:

  • Certidão de óbito;
  • De casamento;
  • Certidão de nascimento com data atualizada (expedida após o óbito) etc.

A apólice também especifica as situações em que você pode acionar o seguro, assim como os requisitos e condições gerais para o pagamento da indenização.

Após a solicitação ser entregue, as seguradoras têm 30 dias para analisar a documentação e efetuar o pagamento. É justamente nesse prazo que pode ser emitida uma carta negativa.

Pontos de atenção ao contratar um Seguro de Vida

Especialistas apontam alguns aspectos de relevância, para analisar com atenção, antes de assinar o contrato de um seguro de vida.

  • Verificar se as características do produto estão adequadas às suas necessidades.
  • Ler com muita atenção a proposta e as condições gerais do seguro de vida. Principalmente as cláusulas que se referem às garantias e aos respectivos riscos excluídos (as condições contratuais podem sim restringir coberturas ou direitos do segurado).
  • Preencher integralmente e assinar a proposta de contratação ou de adesão. É de máxima importância responder a todas as perguntas corretamente, de forma completa, pois justamente as declarações inexatas podem levar à negativa de pagamento da indenização.
  • Estar sempre atento à renovação do contrato.

Cotação online de Seguro de Vida

Última atualização em 15/02/2022

 

Deixe uma resposta