Skip to main content

Como funciona autoescola para moto?

Por 13 de dezembro de 2023Mobilidade
Seguro de vida para motoboy

No Brasil, as motos desempenham um papel crucial na mobilidade urbana e atraem cada vez mais motociclistas devido ao preço mais baixo de compra, economia de combustível e custo de manutenção menor. Para conduzi-las, no entanto, é  preciso tirar a Carteira Nacional de Habilitação na categoria A, que permite dirigir apenas veículos de duas ou três rodas, independentemente das cilindradas. Mas como funciona e quanto custa autoescola para moto?

A jornada na obtenção da CNH para motos segue um caminho semelhante à obtenção da carteira de motorista para carros, porém com suas particularidades. Os CFCs (Centros de Formação de Condutores) para motocicletas são instituições que oferecem cursos teóricos e práticos para preparar os aspirantes a motociclistas para os desafios das vias urbanas e estradas.

Cotação online de Seguro Moto

Processo de habilitação

Para iniciar esse percurso, o interessado deve cumprir os requisitos básicos estabelecidos pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) de cada estado brasileiro:

  • Ter 18 anos completos;
  • Ser alfabetizado;
  • Possuir documento de identidade e CPF;
  • Passar por exames médicos que atestem as condições físicas e mentais para conduzir veículos motorizados.

Quais são as etapa e quanto custa autoescola para moto

O processo se divide em etapas que envolvem aulas teóricas, práticas e exames. Nas aulas teóricas, os alunos aprendem sobre legislação de trânsito, primeiros socorros, mecânica básica de motocicletas e noções de pilotagem defensiva. Já as aulas práticas ocorrem em circuitos fechados, onde os futuros condutores treinam manobras específicas e habilidades de direção.

Se você quer saber quanto custa autoescola para motos, saiba que os valores cobrados pelas autoescolas podem variar significativamente de região para região e de acordo com a qualidade do serviço oferecido. Em média, o custo para obtenção da habilitação para motos pode girar em torno de R$ 1 mil a R$ 2 mil, considerando as taxas do DETRAN, custos das aulas teóricas e práticas, além do aluguel da moto para as aulas práticas.

Diferenças em relação às autoescolas para carros

Embora existam semelhanças, as autoescolas para motos têm suas peculiaridades. A começar pelas aulas práticas, onde os alunos aprendem técnicas específicas de equilíbrio, frenagem, curvas e manobras em espaço reduzido, fundamentais para a condução segura de uma motocicleta.

Além disso, a cultura da segurança ganha destaque. Equipamentos de proteção individual, como capacete, luvas, jaqueta e calçados adequados, são parte essencial do kit do motociclista responsável, e muitas autoescolas incentivam fortemente o uso correto desses itens.

Quantas aulas são obrigatórias para tirar a CNH de moto?

Segundo a legislação federal de trânsito, é exigida uma carga horária mínima  de 45 horas de aulas teóricas e 20 horas de aulas práticas, no caso da categoria A para motos. Porém, o candidato que não se sentir confiante pode optar por realizar aulas extras para praticar mais um pouco antes de agendar a sua prova prática.

Prova teórica

A prova teórica ou teste de conhecimentos envolve questões de legislação de trânsito, direção defensiva, mecânica básica, questões ambientais e primeiros socorros. A avaliação é eletrônica e o candidato tem 40 minutos para responder às 30 questões. Para passar é preciso acertar pelo menos 21 das alternativas (média 7). Quem não conseguir a aprovação no exame deve aguardar um período de 15 dias para remarcar o teste.

Prova prática

Após essa etapa, vem a prova prática, que envolve todos os treinamentos e orientações que foram vistos na autoescola. Então é importante seguir à risca tudo aquilo aprendeu com os instrutores. Um examinador acompanha os procedimentos na condução da moto e o motociclista passa por várias situações, como andar em um trecho de labirinto, inclusive contornando cones, para avaliação do equilíbrio, além de testes e controles de frenagem, parada repentina, partida em semáforo e respeito à sinalização.

Além de estar bem atento e preparado, o motociclista deve evitar de apoiar os pés no chão com a moto em movimento, estar com o capacete devidamente afivelado e com a viseira abaixada, manter uma distância razoável para a moto na frente no percurso, evitar freadas e acelerações bruscas. Essas são algumas orientações importantes para uma boa prova 

prática.

CNH temporária

Depois de passar nas duas provas, o motociclista está apto a receber a 1ª habilitação, que é a permissão para dirigir (com validade temporária). Depois de um ano sem ter cometido infração de natureza gravíssima (7 pontos), grave (5 pontos) ou mais de uma média (4 pontos) é que o novo habilitado pode requerer a carteira de motorista definitiva.

As autoescolas para motos desempenham um papel crucial na formação de condutores responsáveis e conscientes. Em um país onde as motocicletas são amplamente utilizadas como meio de transporte, investir na capacitação dos motociclistas torna-se não apenas uma exigência legal, mas também uma questão de segurança no trânsito.

Cotação online de Seguro Moto

Última atualização em 13/12/2023

Deixe uma resposta