Skip to main content

Mitos e verdades na gravidez: gestantes podem comer peixe cru?

Por 11 de maio de 2022Vida e Saúde
plano de saúde para gestante

A gravidez é um elo íntimo das mulheres com os seus bebês. É ela que se torna responsável pelos habituais próximos nove meses de desenvolvimento do feto. E essa troca traz para essa mamãe algumas restrições que antes não existiam, principalmente em relação à alimentação.

Claro que cada pessoa possui as suas características de gestação, mais simples ou mais complicadas, que vão ser avaliadas especificamente com um profissional médico. Mas, outras ideias do que pode ou não pode ser feito estão dentro do conhecimento popular.

Porém, será que tudo que você lê por aí é verdade? Talvez não, então vamos trazer neste artigo os mitos e verdades na gravidez, como por exemplo: será que comer peixe cru realmente faz mal?

Ao final, veja as dicas de como manter um cuidado com a saúde constante, seja com algumas práticas ou contratando um plano de saúde para gestante e pré-natal.

Cotação online de Planos de Saúde

Mitos e verdades para gestantes

Como adiantamos por aqui, o artigo vai trazer informações a respeito do que ouvimos as pessoas dizerem do que as gestantes podem ou não comer. De toda forma, a maneira mais segura de você se resguardar neste sentido é consultando um médico da sua confiança.

O pré-natal, que é o período da gestação do bebê, precisa ter acompanhamento médico para que você tenha segurança de que tudo está caminhando bem durante os nove meses.

Vamos aos mitos e verdades:

Peixe cru, pode?

Assim como para pessoas que não estão grávidas, o consumo de alimentos crus deve ser feito com cautela. Mas isso não é só para peixe ou outras carnes cruas, pois inclui também saladas, por exemplo.

Todo alimento precisa ter uma boa procedência e uma prática de  manuseio, estocagem e higienização correta. Isso para que possamos consumir sem riscos de uma infecção alimentar ou até a toxoplasmose, que é a conhecida doença, porém rara, que os peixes crus podem causar.

Há também pessoas que têm mais predisposição a não digerir bem determinados alimentos. Isso pode causar problemas estomacais, alergias e outras consequências. Em grávidas essas indisposições podem aparecer naturalmente. Então, algo que antes você comia sem problemas, pode até causar enjoo ou repulsa. Ou seja, não depende exatamente de comer algo cru ou não.

As instituições no mundo todo alertam para os perigos desse consumo imprudente. Mas, também tranquiliza grávidas ou não, de que se for feito com produtos de boa origem, dificilmente isso poderá prejudicá-las e os seus bebês.

Comidas japonesas, em geral, também são produzidas com peixes criados em cativeiro. Isso reduz e muito a probabilidade desse animal contrair um parasita que transmite doenças para grávidas.

Ovo

Um item que pode ser um perigoso alimento para grávidas quando consumido sem ser bem cozido ou frito é o ovo. A salmonela, a bactéria que causa intoxicação alimentar, está frequentemente presente neste item que precisa ser evitado.

Saladas

Citamos a salada, mas não se assuste. Você pode continuar consumindo normalmente desde que lave muito bem as verduras e legumes.

Uma dica é evitar comer salada crua em restaurantes que você não tem confiança, pois podem não fazer essa higienização da forma correta. Dê preferência aos mesmos itens cozidos.

Verduras e legumes são nutrientes muito importantes para se fazer a ingestão quando grávida, pois vão ajudar na sua saúde e do seu bebê.

Alimentos picantes e abacaxi

Nada disso acelera o parto, como se ouve por aí. Mesmo que essa seja a sua intenção ao realizar o consumo desses alimentos, o seu resultado não será eficaz.

Dê tempo ao tempo, seja paciente, e o seu bebê virá no tempo correto.

Queijos e a listeriose

Talvez você já tenha se assustado com esse nome: listeriose, que é uma doença causada por bactéria presente no solo, na água e no iodo. Consequentemente, é facilmente encontrada na água que você consome, em alimentos contaminados, frutos do mar, verduras e no leite, e os seus derivados, como o queijo, não pasteurizado.

Isso não significa que você não pode mais beber água ou consumir esses itens. A listeriose ainda é uma doença rara. Ela depende apenas de boas práticas nossas, como beber água potável e cuidar bem dos alimentos antes do consumo, para não contrair.

Em relação ao queijo, os especialistas indicam que você dê preferência a queijos mais duros, como o parmesão, por exemplo. Eles retém menos líquido e reduzem a chance da bactéria se formar.

Café e bebidas alcóolicas

O consumo dessas bebidas não é algo proibido. O café em excesso, por exemplo, não faz bem para ninguém. Porém, não há nenhum estudo que comprove o risco de aborto se consumido, como popularmente se acredita.

A questão com o café também tem relação com o seu efeito estimulante que pode não ser adequado tanto para a grávida quanto para o feto. Por isso, o seu consumo deve ser feito com prudência.

Já a bebida alcoólica, assim como o fumo, é quase que uma unanimidade entre os especialistas de que causa sim danos mentais e físicos para o feto. Alguns médicos alegam que se um dia você tomar uma taça de vinho no jantar, não ativará consequências definitivas nesse sentido. Agora o consumo recorrente ou excessivo pode sim ser danoso.

Algumas verdades para grávidas

Tratado o tema dos mitos, com algumas verdades, vamos as dicas do que realmente pode funcionar para você na sua gravidez:

Tenha uma alimentação saudável

Com ou sem peixe cru, você precisa ter cuidado para sempre estar bem alimentada e suprindo todas as necessidades do seu corpo e do bebê, em relação a vitaminas e nutrientes.

Pratique atividades físicas

Não estamos falando de atividades que não está acostumada a fazer ou que exijam muito do seu físico. Muitas vezes uma simples caminhada vai contribuir para que o seu corpo se mantenha em movimento de forma saudável. Busque apoio profissional para fazer de forma consciente das suas limitações.

Atenção a sua saúde mental e emocional

Cuidar do corpo é importante e da mente também. Na gravidez muitas mudanças acontecem, físicas ou não, e é importante você dar atenção aos sinais que o seu emocional está te dando a respeito da sua saúde.

Considere um apoio profissional ou exercícios, como yoga e meditação, que vão te ajudar a se sentir melhor.

Pré-natal, exames e plano de saúde para gestante

Os cuidados com a sua saúde no período da gravidez se tornam ainda mais necessários. Por isso, busque informações a respeito de cada etapa do seu pré-natal, dos exames necessários e tenha um médico de confiança acompanhando o seu processo.

O plano de saúde para gestante existe e vai te dar suporte desde consultas simples, até exames e o momento do parto. Com essa ferramenta você ganha um acesso mais facilitado a essas oportunidades.

Aqui na Bidu você pode fazer uma cotação on-line, gratuita e contratar o seu plano de saúde para gestante em poucos cliques. Cuide-se e vá além dos mitos e verdades, respeite o seu tempo, o seu corpo e a sua saúde.

Cotação online de Planos de Saúde

Última atualização em 11/05/2022

 

Deixe uma resposta