Skip to main content

Expectativa de vida: o que é, como calcular e por que esse dado interfere no seu seguro de vida

Por 19 de setembro de 2022Sem categoria
expectativa de vida

A expectativa de vida refere-se a média de idade que as pessoas vivem em determinado país. Ou seja, é a partir dela que entendemos como está se comportando o tempo máximo médio que as pessoas estão em nossa convivência.

Esse dado é importante para muitas iniciativas, como a de políticas públicas. Mas também para o setor privado que passa a oferecer mais produtos e serviços para faixas de idade variadas e extensas.

A pandemia do novo coronavírus trouxe algumas mudanças significativas para esse resultado, mas que ainda serão percebidas em um contexto mais geral.

Para entender melhor sobre o tema da expectativa de vida e os seus desdobramentos, preparamos esse artigo que vai esclarecer diferentes dúvidas.

Cotação online de Seguro de Vida

O que é expectativa de vida e como calcular?

Esperança de vida ou expectativa de vida é o número médio de anos que uma população pode esperar viver, desde que estejam mantidas as mesmas condições do nascimento até a vida adulta.

Esse dado está intimamente ligado a como um país se comporta em relação a qualidade de vida da sua população.

Então, para uma expectativa de vida ser mais alta é preciso que as pessoas que ali habitam tenham acesso não só a um sistema de saúde eficiente. São necessários outros fatores fundamentais como educação, saneamento básico, segurança e assistência social.

Um local que, por exemplo, vive muitos conflitos internos, guerras ou passa por uma miséria econômica forte que provoca a fome e desnutrição, certamente terá uma expectativa de vida menor que de outros países.

E é justamente por contar com fatores distintos e que se modulam com as épocas, que a expectativa de vida possui dados diferentes com o passar do tempo. Além disso, você consegue observar nesse contexto que países desenvolvidos têm uma expectativa de vida maior que os países subdesenvolvidos.

O portal Country Economy, que publica dados sobre as principais variáveis ​​econômicas e sociodemográficas por país e região, nos dá uma visão interessante sobre essa distinção entre países subdesenvolvidos e desenvolvidos, e a sua expectativa de vida.

Por exemplo, em 2020, a expectativa de vida no Brasil foi classificada pela média de 76 anos. Enquanto países europeus apresentam uma média acima de 80 anos e países subdesenvolvidos da África uma média de 60 anos.

Veja a informação do portal completa em: https://pt.countryeconomy.com/demografia/esperanca-vida

Aqui no Brasil, quem nos ajuda a calcular esse dado é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma entidade de administração federal criada em 1934.

O IBGE utiliza uma metodologia com base no que eles chamam de tábuas de vidas por área geográfica. Nela, toma-se o número correspondente de uma geração inicial e o seu nascimento e determina-se o tempo que essa mesma geração viveu, até uma idade limite. A expectativa de vida será o resultado do quociente da divisão desse tempo cumulativo vivido por 10.

E o que o seguro de vida tem a ver com a expectativa de vida?

Chegamos a uma dúvida muito importante em relação a como o mercado e os seus produtos se comportam considerando exatamente essas mudanças constantes nas informações da expectativa de vida.

Como vemos, a população envelhecendo mais e de uma maneira melhor, fez-se exigir produtos direcionados a esse público, mais personalizados e que gerassem uma experiência relevante.

O seguro de vida utiliza os dados da expectativa de vida, uma vez que a idade do seu segurado e o risco que essa faixa etária implica é um fator relevante no momento de feitura da apólice. Da mesma forma que outras informações pessoais, como histórico de saúde, também são considerados.

Ou seja, uma população que vive mais tempo representa menos risco para uma empresa de seguro de vida. Isso pois a sua principal cobertura, que indeniza os beneficiários pela morte natural do segurado, pode demorar mais para acontecer.

E esse risco reduzido interfere diretamente no valor do prêmio do seguro. Isto é, no valor que você vai precisar pagar de forma recorrente para que a sua apólice esteja ativa.

Agora, como comentamos, situações imprevisíveis e específicas, como foi a pandemia do novo coronavírus, podem trazer um novo cenário, não apenas olhando para a expectativa de vida, como também pela grande procura das pessoas em relação a esse produto, em virtude da mortalidade da doença.

É melhor ter um seguro de vida agora?

O seguro de vida é um produto que protege financeiramente você e a sua família contra imprevistos que podem acontecer, independente dos dados que a expectativa de vida nos traz.

Sabemos que acidentes acontecem e, há alguns anos, o seguro de vida também indenizará o segurado por motivos de acidente, invalidez, despesas médicas e outras vantagens. Isso significa que é uma apólice que pode ser usada em vida, independente de quantos anos você vai chegar.

Para encontrar o seguro de vida ideal para o seu perfil, faça uma cotação on-line e gratuita aqui no site da Bidu. Não deixe de buscar a tranquilidade que você tanto precisa, seja em momentos incertos ou não.

Cotação online de Seguro de Vida

Última atualização em 19/09/2022

 

Deixe uma resposta