Skip to main content

Empréstimo Pessoal com pagamento no boleto

Por 1 de dezembro de 2020setembro 21st, 2021Finanças
empréstimo pessoal no boleto

Uma dúvida paira no ar quando se fala em empréstimo pessoal: é possível fazer o empréstimo pessoal no boleto? 

Para acabar com o mistério logo de início a resposta é… sim. É possível fazer um empréstimo e pagá-lo em boleto depois!

Aliás, a maior parte dos empréstimos pessoais à disposição no mercado, conta com pagamentos via boletos ou então via carnês. Porém, este último é diferente do primeiro e logo adiante você vai descobrir o principal motivo.

Quer saber também como o empréstimo pessoal no boleto funciona e se você pode ter acesso a essa facilidade?

Confira agora mesmo o conteúdo que a Bidu preparou com as informações que não podem ficar de fora!

Solicitar Empréstimo Pessoal

O Empréstimo Pessoal no boleto

Falar em empréstimo pessoal significa falar de um recurso financeiro emergencial. E, em geral, ele, é solicitado para que a pessoa pague uma dívida ou utilize em algum tipo de ocorrência inesperada. Alguns exemplos são um reparo na casa ou no carro e até mesmo quando surgem questões relacionadas à saúde, viagens etc.

Assim como há muitos motivos que levam alguém a optar pela realização de um empréstimo, há também vários formatos de empréstimos que estão à disposição no mercado.

Um deles é o empréstimo pessoal no boleto. É importante reforçar que ele é diferente do empréstimo pessoal no carnê.

Para entender com facilidade, é preciso começar pelo básico: o que é o empréstimo pessoal, o boleto e o carnê?

O Empréstimo Pessoal

O empréstimo pessoal é uma modalidade de concessão de crédito rápida. Em geral, tem aprovação em 24 horas. Ele é colocado à disposição de uma pessoa sem que ela precise colocar um bem próprio como garantia de pagamento.

O boleto

O boleto é um recurso de pagamento de bens e de serviços muito utilizado hoje em dia. Mesmo com as facilidades que se tem ao pagar em ambiente online, muita gente ainda prefere o boleto.

Estamos falando de um título de cobrança que é emitido por meio de um banco no qual uma empresa, ou um prestador de serviço, tem conta.

O carnê

Diferente do boleto, os carnês não são muito utilizados atualmente. Eles viveram os melhores dias no passado quando, por exemplo, lojas e instituições de ensino os adotavam como documento para o pagamento das parcelas.

O carnê é simplesmente um conjunto de títulos de cobrança. Ou seja, é um conjunto de boletos reunidos em um bloco e cada uma das páginas corresponde a um mês de cobrança.

É usado, portanto, para compras de bens ou serviços que serão pagos em parcelas e que terão fixos tanto a data de vencimento quanto o valor a ser pago. As condições já são estabelecidas durante a negociação.

Diferença entre boleto e carnê

A principal diferença entre o boleto e o carnê é o prazo de pagamento. 

O boleto é usado para pagamentos feitos em parcelas únicas e, geralmente, com prazo estendido. Já o carnê permite ao consumidor efetuar o pagamento em várias parcelas.

O Empréstimo Pessoal no boleto e no carnê

Após ter a análise de crédito aprovada, é hora de concluir a negociação optando pela melhor opção de pagamento do empréstimo.

Caso a escolha seja pelo pagamento no carnê, a instituição financeira enviará o carnê para o endereço do cliente. Assim, é possível ter em mãos todas as parcelas a serem quitadas.

É uma opção que facilita o controle. É possível visualizar as parcelas que já foram pagas e quantas ainda faltam para terminar o pagamento do empréstimo pessoal.

Já quando a opção é pelo empréstimo no boleto, a cobrança relativa à parcela daquele período também é enviada para o endereço do cliente. Ela é enviada mês a mês, para o e-mail cadastrado ou então o consumidor faz a emissão do boleto dentro do site da instituição.

Boletos vencidos: atualização de valores

A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) estabeleceu em 2018 certas mudanças para os casos de pagamentos em boleto em atraso.

A principal delas corresponde ao valor que é pago.

De acordo com a Febraban, o boleto deve ser atualizado pelo banco emissor, considerando a multa e os juros. Porém, é permitido que os pagamentos sejam feitos em qualquer local autorizado a recebê-los, incluindo os realizados pela internet e aplicativos. 

Empréstimo Pessoal: quem pode?

É permitido o acesso ao crédito pessoal todo consumidor com mais de 18 anos, com CPF regularizado e que comprove renda. 

Dicas para ter acesso ao Empréstimo Pessoal sem dificuldades

Antes de optar por um empréstimo, é preciso ter em mente algumas questões importantes para que a obtenção do crédito ocorra sem problemas, assim como o pagamento do mesmo transcorra sem dificuldades. 

  • É sempre importante fazer as contas. Considere todos os gastos mensais, para saber o quanto é possível pagar na parcela do empréstimo que deseja contratar;
  • De acordo com especialistas financeiros, nunca é indicado comprometer mais do que 30% do salário com o valor da parcela;
  • É preciso também avaliar quanto tempo você poderá pagar o empréstimo, levando em consideração que quanto mais tempo, mais juros correndo;
  • Importante: é essencial evitar ter vários empréstimos ao mesmo tempo. Caso seja um recurso válido para quitar uma dívida, por exemplo, é indicado concluir o pagamento de um empréstimo antes de contar com outro.

+ Mais dicas para seu empréstimo pessoal

 

Última atualização em 01/12/2020