Skip to main content

Psicoterapia: O que é, quais são os tipos e onde encontrar

Por 23 de junho de 2022Vida e Saúde
consulta de psicoterapia

O autoconhecimento é fundamental para termos uma boa saúde mental. Mesmo com tanta informação disponível, ainda muita gente se preocupa somente com a saúde física. Assim, deixa de lado uma das partes mais importantes do nosso corpo, que também exige cuidado: a nossa mente.

A psicoterapia é um tratamento que busca curar as doenças da mente e compreender a fundo os transtornos psicológicos. Aqui vamos contar para você um pouco mais sobre ela, quais são os tipos principais de consulta de psicoterapia e como você pode iniciar um tratamento.

Talvez por não ser algo palpável, muitos ainda têm resistência em fazer terapia. No entanto, após as mudanças dos últimos anos, o aumento do estresse e de outras cargas emocionais que acumulamos, houve um crescimento na busca por profissionais na área da saúde mental.

A figura do psicólogo, que é o profissional indicado para realizar os tratamentos de psicoterapia, tem como missão ajudar os pacientes a compreenderem a fundo possíveis traumas. Assim, é possível auxiliá-los também a lidar melhor com situações emocionais complexas. É ele quem vai guiar o paciente a encontrar respostas dentro de si e ampliar o seu autoconhecimento.

Cotação online de Planos de Saúde

Como é o tratamento oferecido na consulta de psicoterapia?

Todos nós temos conflitos emocionais que podem ser intensos e dolorosos. E claro que muitas vezes as pessoas que estão à nossa volta, como família e amigos, podem nos ajudar a aliviar essas aflições. Por outro lado, alguns desses sentimentos não são fáceis de controlar, como ansiedade, raiva e outros comportamentos que são consequência desses sentimentos.

O papel do psicólogo no tratamento é guiar o paciente durante várias sessões, para que ele mesmo possa promover a mudança que ele precisa. Seja para lidar, gerenciar ou criar novos hábitos mais saudáveis e que vão ao encontro do que o paciente busca para uma vida mais tranquila e sem aflições.

No físico, basta apontar onde dói para que o médico tenha noção do que está causando determinada dor. No caso das doenças mentais, é preciso entender não só o problema pontual que você apresenta. Porém, é preciso conhecer o contexto em que esse problema está inserido, sua história de vida e seus relacionamentos, além de escolhas que você faz e que podem ter te levado para essa situação.

Por isso, a primeira dica de extrema importância é buscar profissionais que você confia. A consulta de psicoterapia é baseada em conversas entre profissional e paciente. Por isso, você terá que ser transparente durante para que o profissional te direcione para o caminho mais eficiente. Se você esconde conflitos, emoções e medos, isso pode atrapalhar o processo de cura que você busca.

O profissional que te auxilia não é um juiz, mas sim alguém que observa de fora a situação e aponta caminhos com mais consciência e distanciamento do caso.

Os tipos mais comuns de consulta de psicoterapia

Os psicólogos podem ser especializados em diversas técnicas ou linhas de atuação. Por isso é importante entender, de forma geral, como eles são habilitados e para qual tipo de tratamento eles vão direcionar o seu caso. Entre os tipos de psicoterapia mais comuns nós temos:

  • Psicoterapia psicanalítica (ou psicanálise). Nesta vertente, o profissional busca entender as experiências que ficam marcadas até no inconsciente do paciente, sejam sentimentos, memórias e outros;
  • Psicoterapia cognitivo-comportamental. Este tipo é mais voltado ao comportamento do indivíduo, como o nome já diz. Ele usa técnicas cognitivas e comportamentais para ajustar e equilibrar o comportamento do paciente;
  • Psicoterapia humanista. Nessa linha, o profissional busca elevar o potencial das pessoas consultadas, a partir da construção conjunta de um “eu ideal” do paciente e de como ele pode ser mais próximo a esse ideal.

Logo na primeira consulta de psicoterapia, tente se informar com o profissional escolhido e veja se as técnicas aplicadas por ele vão te deixar mais à vontade para o tratamento. Essas formas são complementares e não estão em uma hierarquia de melhor ou pior. Nos três tipos o objetivo será o mesmo, de termos uma vida mais leve e feliz.

Como são as sessões de psicoterapia?

Como as sessões de terapia são muito pessoais, é difícil mensurar quanto tempo é necessário para que você comece a se sentir melhor. Mas é importante saber que as sessões unitárias ocorrem dentro de um período de 50 minutos, no geral. Alguns profissionais também podem reduzir ou ampliar este tempo dependendo da forma de atendimento. Você pode combinar também com o profissional escolhido a forma de condução das sessões.

A consulta de psicoterapia tradicional é realizada sem muito direcionamento no início. O psicólogo abre um espaço para que o paciente possa se expressar da melhor forma que conseguir, apresentar suas queixas e incômodos, além de pensamentos que rondam sua cabeça.

O objetivo é trazer alívio para suas dores emocionais. Em muitos casos, esta abertura é suficiente para a pessoa sentir um alívio, apenas com a possibilidade de se abrir com outra pessoa.

Existe, no entanto, outro tipo de sessões de psicoterapia chamadas estruturadas. Nelas, o psicólogo oferece um planejamento psicoterapêutico, para em torno de 20 sessões. Nessas sessões estruturadas, o profissional sugere os pontos a serem trabalhados em cada encontro. Isso faz com que ambos – psicólogo e paciente – saibam de antemão os tópicos que serão tratados, e muitos preferem essa assertividade na hora do encontro.

Como eu começo um tratamento de psicoterapia?

Os profissionais que trabalham com psicoterapia geralmente deixam bem claro logo no primeiro contato quais serão as diretrizes. A primeira sessão geralmente segue um formato de entrevista. Assim, ambos podem se conhecer melhor e se apresentarem, uma vez que a confiança é a base do processo.

Nessa sessão inicial você pode perguntar sobre como será a contagem de tempo, metodologia e forma de pagamento. Hoje em dia, existem muitos profissionais cadastrados em convênios médicos, atuando de diversas formas.

Caso você vá contratar o serviço pelo convênio médico, você deverá ficar atento a possíveis regras de uso do próprio convênio. Alguns planos oferecem tempos menores do que 50 minutos por sessão, por exemplo. Recentemente, porém, os planos têm oferecido mais estrutura aos profissionais, até a opção de teleatendimento de psicoterapia. Informe-se com o seu plano de saúde para entender melhor essas regras.

Cotação online de Planos de Saúde

Última atualização em 23/06/2022

 

Deixe uma resposta