Você sabe como limpar nome sujo?

Por 12 de fevereiro de 2021Finanças
como limpar nome sujo

Quem não quer limpar nome sujo, não é mesmo? Se você já ficou com o nome sujo em algum momento da sua vida, sabe o quanto essa situação pode ser inconveniente. 

Afinal, com o nome dentro da lista de “mau pagadores” você pode ter muitas dificuldades. Fica complicado para realizar novas compras, fazer financiamentos, alugar um imóvel e até pegar empréstimos

Então, fique ligado e saiba se o seu nome ficou negativado. De quebra, veja 7 dicas para não ficar com o nome sujo e organizar sua vida financeira!

Solicitar Empréstimo Pessoal

Quase metade dos brasileiros já ficou com o nome sujo em algum momento

Pode ser que você tenha passado por um momento de dificuldade com as finanças. Aí então, pode ter ficado com o nome sujo. Isso é mais comum do que muita gente pensa. 

Uma pesquisa divulgada, em 2019, pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostrou que 48% dos brasileiros já haviam passado pela situação de ter o nome negativado. 

O levantamento também mostrou que 78% das pessoas entrevistadas até conseguiam terminar o mês com todas as contas quitadas. Só que em 33% dos casos, elas não conseguiam ver sobras no orçamento. 

Já 22% dos entrevistados admitiam ter muitas dificuldades para administrar as finanças. E, até entre aqueles que diziam ter um controle efetivo de suas finanças, reconheciam que poderiam melhorar a forma como anotavam e analisavam suas despesas.

Como saber se o nome está sujo?

Se ficar com o nome sujo já aconteceu com você, é bom saber que tem jeito de sair desta situação.

Você conhece o Serasa Experian, o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC)  e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), certo? São companhias brasileiras que registram os dados das pessoas que estão inadimplentes no mercado. 

Basicamente, elas fazem a ponte entre você e as lojas e instituições financeiras oferecendo a consulta dos seus dados.

Isso quer dizer que se tiver algum problema com algum pagamento que não tenha sido efetuado, essas empresas serão informadas. Então, se você receber uma notificação por parte delas, provavelmente, é porque ficou inadimplente.

E fique ligado: a partir do primeiro dia de atraso no pagamento da conta, a empresa credora já pode entrar em contato com essas empresas que administram os cadastros de inadimplência!

Depois de receber a notificação, você tem até 10 dias para solucionar o problema. Caso não consiga, o seu CPF passará a ter uma restrição. 

Mas há formas de se livrar desse inconveniente e saber como limpar nome sujo. Saiba como agora!

Consulta de nome sujo: como fazer

Tanto o Serasa Experian, quanto o SPC e o SCPC oferecem meios de consultar o nome para saber se há alguma restrição.

Aliás, existem muitas pessoas que estão com o nome negativado e não sabem. Isso pode acontecer, principalmente, quando você muda de endereço e esquece de avisar alguma empresa na qual fez o cadastro há muito tempo.

Nesses casos, você pode ficar sem receber a notificação que chega pelos correios. 

Então, preste atenção, porque existem meios de saber como está a situação do seu nome.

Como consultar o nome no Serasa

1- Acesse o site do Serasa Limpa Nome;

2- Digite o seu CPF;

3 – Clique em “consultar”;

  1. Se houver dívidas no seu nome, você poderá fazer a negociação e acertar os detalhes do pagamento dentro da própria plataforma, caso a empresa credora possua parceria com o Serasa. 

Como consultar o nome no SCPC

  • Entre no site Consumidor Positivo;
  • Faça um cadastro;
  • Depois consulte a situação por meio do número do seu CPF.

Como consultar o nome no SPC

Já o SPC oferece um serviço pago que permite que o consumidor monitore o CPF. O “SPC Avisa” envia um alerta, por e-mail ou SMS, sempre que o documento for incluído, excluído, consultado ou alterado no banco de dados da instituição.

Para adquirir o serviço, é preciso fazer o cadastro no site

7 dicas para não ficar com o nome sujo

Essa é a questão mais importante! Afinal, ter o controle da vida financeira é o primeiro passo para equilibrar o orçamento e evitar enfrentar situações em que o nome é negativado. 

Veja alguns passos que podem te ajudar a viver mais tranquilo e não ter que se preocupar em como limpar nome sujo.

1. Faça as contas para se organizar financeiramente

Conheça bem as suas despesas fixas e variáveis. Se ainda não tem uma planilha para controlar os gastos: saiba como fazer uma!

2- Negocie

Dá para negociar valores e taxas melhores para gastos como celular e internet. Corte as despesas que não são consideradas como essenciais.

3 – Tem dívidas?

Procure os credores para renegociar os prazos;

4 – Economize em tudo o que for possível 

  • Use os benefícios do programas de fidelidade de todos os estabelecimentos;
  • Compre utilizando recursos como cashback e cupons de desconto; 
  • Ative as ofertas do supermercado pelos aplicativos antes de ir às compras; 

5 – Reserva de emergência

Aprenda a economizar para fazer uma reserva de emergência. Aquele dinheiro que você deve se organizar para poupar todos os meses com o objetivo de usá-lo em situações imprevistas;

6- Tenha estratégia

Tenha uma estratégia para o seu dinheiro e defina metas de vida. Assim, fica mais fácil poupar e controlar aqueles impulsos gastadores quando se tem objetivos e planos. Trace estratégias para curto, médio e longo prazo. 

7- Invista

Procure investimentos que possam te ajudar com a rentabilidade que necessita. Mesmo que você seja um iniciante, procure a opção de investimento que melhor se enquadra no seu perfil.

Em quanto tempo o nome fica limpo?

Se você quer saber como limpar nome sujo, vamos lá. 

Depois de seguir todas as dicas para equilibrar a vida financeira e pagar qualquer pendência que tenha ficado para trás, o próximo passo é limpar o nome. 

Assim que você paga a dívida, é preciso esperar um prazo de até 5 dias úteis para que seu nome seja retirado dos serviços de proteção ao crédito. 

Este prazo já passou e a dívida continua ativa no seu CPF? Então você deve entrar em contato diretamente com a empresa que você negociou para informar o ocorrido. 

Esperar a dívida “caducar” vale a pena?

O artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor define um prazo de cinco anos para que o CPF permaneça na base de dados dos serviços de proteção ao crédito.

Depois desse prazo, a dívida não fica mais visível. Por isso, é comum que as pessoas digam que a dívida “caducou”. 

Só que o fato da dívida não poder ser consultada, não significa que ela tenha deixado de existir. Mesmo depois de cinco anos, ela ainda pode continuar a ser cobrada pelo credor.

Então, a melhor forma de ficar tranquilo é assumindo o controle da vida financeira. 

Assim, você controla melhor os seus gastos, consegue limpar o seu nome e começa a planejar metas para realizar seus sonhos!

 

Última atualização em 12/02/2021 

 

Leave a Reply