Skip to main content

Como motivar o seu filho a estudar em casa: confira as dicas de sucesso!

Por 5 de julho de 2022Residencial e Lazer
aula em casa

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma nova realidade para os pais com os seus filhos no que diz respeito aos estudos e a ter aula em casa. Isso trouxe vantagens e desvantagens.

A vantagem para alguns é que foi possível acompanhar mais de perto o desenvolvimento das crianças e adolescentes. Assim, foi possível entender melhor como eles se comportam e quais as suas dificuldades.

Já entre as desvantagens está o fato de que não estava programado na rotina vivenciar isso tão de perto. Menos ainda como fazer isso ser mais simplificado, sem tantas dores para esse novo tipo de aprendizado.

Cada família passou por dificuldades diferentes, foi preciso se reinventar e inovar. Pensando nisso, trouxemos neste artigo dicas de sucesso para que você possa ajudar o seu filho nesse processo de estudar ou de ter uma aula em casa, acompanhe.

Cotação online de Seguro Residencial

Aula em casa: os desafios entre pais e filhos

Ter um bom desempenho na escola é importante para o nosso desenvolvimento intelectual e comportamental. E é nesse momento que escrevemos grande parte do que poderá ser o nosso futuro.

A motivação dentro de casa é um motor para esse processo. Por isso, é tão relevante que os pais se dediquem a compreender esse espaço e o tempo em que seus filhos estão inseridos. Assim, isso poderá ocorrer de forma colaborativa.

Mas, sabemos da dificuldade de tempo e muitas vezes até de conhecimento para conseguirmos apoiá-los integralmente. Além da cobrança social que existe em tudo que está envolvido na criação de filhos.

Então, a primeira dica que vamos falar é para que você, pai, mãe ou responsável por essa criança ou adolescente, não se sinta tão pressionado a fazer isso de forma plena. Não é algo fácil ou trivial. Respire fundo, administre a sua própria ansiedade e se for necessário, peça ajuda.

Você não precisa ser bom em tudo que faz e não deve esconder a sua vulnerabilidade nesse processo. Isso faz parte inclusive de um bom exemplo de autoconhecimento e melhoria individual.

Como ajudar o seu filho a estudar em casa

O desenvolvimento do seu filho para estudar melhor e fazer as aulas em casa com mais atenção pode ser melhor aproveitado com algumas das nossas dicas:

Não se deve estudar em qualquer lugar: crie um ambiente adequado

Ter aula em casa sentado no sofá, em cima da cama ou fora de um local destinado para isso, vai dificultar muito as coisas. É preciso criar um espaço que seja dedicado aos estudos. Ou então que que pelo menos o incentive a adotar uma postura como a da sala de aula.

Sabemos que a realidade do nosso lar nem sempre favorece a isso. Podemos viver em espaços pequenos, que nem cabe uma mesa de escritório para ter essa aula em casa. Mas, você pode reservar um espaço na mesa da sala que já vai ajudar bastante.

De preferência que também seja um local tranquilo, o mais silencioso possível e sem tanto trânsito de pessoas.

Evite distrações!

Aparelhos de celular, televisão, música e outros agentes de distração vão atrapalhar a concentração durante a aula em casa. Tudo isso pode ser compartilhado em outro momento, mas não na hora do estudo.

Na aula em casa, usamos computadores e notebooks. Vale a pena acertar um acordo com a criança ou o adolescente, para que esse dispositivo esteja apenas conectado na aula ou em ferramentas de apoio, para pesquisa ou buscas. Qualquer outra aba aberta, com redes sociais ou sites de notícias, vão atrapalhar.

Crie uma rotina de estudos e de outras tarefas

Ter uma rotina pode parecer algo chato, mas ajuda a manter uma organização mais adequada com os estudos. Por isso, estabeleça horários e o tempo que devem ser realizadas as atividades da escola, de leitura e de entretenimento.

Lembrando que tudo isso deve ser feito de forma adaptada para cada fase da vida. Ou seja, uma criança de oito anos, não precisa ter a mesma carga horária de estudos do que um adolescente de 15 anos, por exemplo.

E você pode também construir essa rotina com os estudos em momentos em que você, responsável, vai estar mais disponível para atender a pedidos de ajuda e de tirar dúvidas.

Fique atento e tenha um espaço de diálogo

Os pais e responsáveis devem prestar atenção nas dificuldades que os filhos estão tendo, seja para assistir uma aula em casa ou para fazer uma lição de casa. E não apenas em relação às suas dificuldades de aprendizado, como também a possíveis dificuldades que eles possam ter para compreender conceitos simples. Ou talvez enxergar as letras do livro ou quem sabe até ouvir o que a professora está comunicando na aula.

Ou seja, muitas vezes um problema de desempenho escolar pode não ser exatamente por preguiça ou falta de interesse do aluno. Ele pode ter alguma outra dificuldade física ou de aprendizado, que deve ser consultado junto a um especialista ou com apoio da própria escola.

Ter espaços de diálogo e mostrar o seu interesse pelo que o seu filho está aprendendo e fazendo, pode ajudar a colher essas informações e a identificar os seus problemas.

Compartilhe conhecimento e tente oferecer o seu próprio exemplo

Que tal aprender algo novo com o seu filho? Ou quem sabe ensinar algo que você saiba que pode ser muito interessante para o conhecimento dele?

Essa troca do que cada um aprendeu ou sabe, vai ser muito rico dentro do espaço de diálogo que falamos anteriormente. Esse lugar não precisa um relatório ou um checklist onde ele diz o que fez ou o que não fez. Mas sim um espaço em que vocês trocam informações e aprendem um com o outro.

Aproveite também para incentivá-lo a ler livros, notícias e sempre ter curiosidade em conhecer mais sobre as coisas. E um bom estímulo é ele ver que você também se aplica nessas atividades.

Proteção e afeto

Nada é melhor na vida do que se sentir protegido, e em um ambiente de acolhimento e amor. Broncas e discussões às vezes podem ser necessárias, faz parte da nossa natureza humana precisar corrigir ou desabafar. Porém, fazer isso com uma intenção mais positiva, vai render frutos ainda mais proveitosos.

Dica final: segurança no seu lar

Nesse processo todo, de isolamento em que passamos mais tempo em casa, também pudemos perceber que proteger a nossa casa é importante. E nesse quesito a dica que temos é que você invista em um seguro residencial.

Com ele, você pode adquirir desde a cobertura mais básica que inclui indenização contra incêndios, queda de raio e explosões, até outras que vão simplificar ainda mais a sua rotina, como:

Se interessou? Não deixe de conhecer as principais seguradoras do país com a cotação on-line e gratuita da Bidu.

Cotação online de Seguro Residencial

Última atualização em 05/07/2022

 

Deixe uma resposta