Skip to main content

A importância da clínica de vacina em favor da imunização

Por 7 de junho de 2022Vida e Saúde
clínica de vacina

É fato que diante da pandemia provocada pelo novo coronavírus, a palavra vacina ganhou nova dimensão.

Aliás, estamos falando de uma palavra que passou a habitar com ainda mais relevância o dia a dia de pessoas de todo o mundo. Isso porque, cada vez mais, as vacinas nutriam a esperança de a ciência criar com urgência uma vacina capaz de instigar o nosso organismo a dar uma resposta eficiente ao perigoso vírus.

E, sim, essa vacina surgiu e provou, mais uma vez, a importância e eficiência da imunização na população em geral. Ratificou também o fundamental papel dos meios de vacinação como, por exemplo, a clínica de vacina que atua em paralelo ao serviço colocado à disposição pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

+ Convênio cobre vacina?

Cotação online de Planos de Saúde

Dia da Imunização

Hoje, mais do que nunca, conscientizar toda a população quanto à importância da imunização é urgente.

Não à toa existe uma data específica para celebrar o tema: 9 de junho é o Dia da Imunização. Ela chegou para reforçar a necessidade de manter as principais vacinas em dia, diminuindo as chances de contrair enfermidades diversas como, por exemplo:

  1. Sarampo;
  2. Caxumba;
  3. Tétano;
  4. Covid-19;
  5. Gripe.

Vale dizer que elas ganham ainda mais espaço no outono e no inverno.

Trata-se de uma questão de tanta relevância que o Ministério da Saúde do Brasil possui o Programa Nacional de Imunizações. Trata-se de uma especial ferramenta de alerta para a população quanto ao papel das vacinas. Ele também é responsável por apresentar um calendário nacional de vacinação com ênfase nas principais doenças que acometem as crianças, os jovens e, claro, adultos, idosos e gestantes. Isso é feito através do SUS, porém, a clínica de vacina também tem papel importante neste cenário.

Como as vacinas agem

Não é de hoje que a vacina vem salvando vidas. A trajetória dessa substância começou no século XVIII, pelas mãos do médico inglês Edward Jenner, que utilizou a vacina para prevenir a contaminação por varíola.

Desde então, sabe-se que a imunização é uma das principais formas de prevenir doenças diversas. Por meio dela, o corpo fica protegido de vírus e bactérias que afetam seriamente a saúde e podem, até mesmo, levar à morte.

Isso porque as vacinas são produzidas a partir do próprio agente causador da doença. Ele pode ser sob forma inativada ou enfraquecida.

É assim que o nosso sistema imunológico é estimulado a combater o agente que pode causar a doença. Ou seja, a vacina apresenta ao nosso corpo um antígeno até então desconhecido.

Com isso, o corpo passa a produzir anticorpos contra o agente. Em um primeiro momento, a produção é relativamente lenta. Mas, além de produzir os anticorpos, o organismo humano também produz as chamadas células de memória. Ao serem expostas novamente ao mesmo antígeno, são capazes de produzir anticorpos com mais rapidez.

Assim, quem tomou vacina passa a ter uma atuação mais rápida do sistema imune evitando desenvolver a doença.

Por isso, a vacina é meio de prevenção, devendo ser aplicada antes do contágio para estimular o organismo a produzir as substâncias de defesa.

Dados comprovados

De acordo com a ciência, a vacinação traz benefícios diversos e seu poder é ainda maior quando a imunização é feita na população em geral.

Entre as “conquistas” da vacinação em massa é possível citar:

  • A redução do número de casos de doenças infecciosas nas comunidades, já que a transmissão é diminuída;
  • A consequente diminuição do número de pessoas hospitalizadas;
  • A redução de gastos com remédios;
  • A diminuição da mortandade;
  • Até mesmo a erradicação de doenças.

Clínica de vacina nos cuidados com a saúde

Diante dos benefícios das imunizações em grande escala, é fato que cuidar da saúde passa necessariamente por ela, a vacina.

Contar com atendimento médico adequado, que dê o suporte necessário para tranquilizar o paciente, é fundamental.

Mas a clínica de vacina está aí como uma complementação ao serviço oferecido pelo SUS para ofertar imunizantes importantes que não são contemplados pelo Programa Nacional de Imunização.

Vale fazer aquela visita anual ao médico, pois a prevenção é sempre a opção mais indicada.

Covid-19: experiência para o mundo

Foi em 11 de março de 2020 que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente a pandemia do novo coronavírus.

Assim, começou uma verdadeira corrida contra o tempo para o mundo aprender a lidar com a doença.

Nove meses depois, em 8 de dezembro do mesmo ano, aplicaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no mundo.

A OMS já aprovou até hoje uma grande quantidade de imunizantes, vacinas que foram estudadas e aperfeiçoadas para a segurança das pessoas.

Ampliar a oferta de imunizantes o mais rápido possível desacelerou o número de infectados e de óbitos. Isso comprovou a eficácia das vacinas em um cenário de pandemia que entrou para a história, mas trouxe a velha conhecida vacina  como meio de combate, tornando a vida das pessoas mais seguras.

Cotação online de Planos de Saúde

Última atualização em 07/06/2022

 

Deixe uma resposta